Carris reforça carreiras em dia de greve do Metro de Lisboa

Greve marcada pelo Metropolitano de Lisboa irá afectar circulação de composições entre as 6h e as 10h de quinta-feira. Carris reforça três carreiras para minimizar os inconvenientes da paralisação.

Carris reforça carreiras para facilitar deslocações durante o período de greve do Metro
Foto
Carris reforça carreiras para facilitar deslocações durante o período de greve do Metro Guilherme Marques

A Carris irá reforçar algumas carreiras durante a manhã de quinta-feira, para "minimizar os inconvenientes da paralisação" agendada pelos trabalhadores do Metro de Lisboa, dizem no seu site. A empresa irá reforçar as carreiras do 726, que faz a ligação entre Sapadores e a Pontinha-Centro, o percurso entre o Cais-do-Sodré e Odivelas assegurado pelo 736, e a carreira 783, que liga a zona da Portela e Prior Velho às Amoreiras. 

Não foram decretados serviços mínimos para a circulação de composições durante a greve parcial dos trabalhadores do Metropolitano de Lisboa. De acordo com informações transmitidas à Lusa por fonte da Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans), o período de interrupção para a maior parte dos trabalhadores será das 6h às 10h. Os trabalhadores administrativos da empresa deverão suprimir a actividade entre as 10h e as 12h30.