Depois do regresso às aulas, o regresso das borbulhas

O Verão ajuda a esconder os problemas de acne, mas tem uma prazo de validade. Volta inevitavelmente com o passar das estações e os primeiros meses de frio são altura para tomar acção preventiva.

Fotogaleria
Unsplash/ Alexandra Gorn
Fotogaleria
Avène Cleanance, Eau Micellaire
Fotogaleria
Avène, Cleanance, Triacneal Expert
Fotogaleria
Bioderma, Sebium Mat Control (16,22 euros)
Fotogaleria
Martiderm, Acniover Stick (14,95 euros)
Fotogaleria
Martiderm Acniover Cápsulas (30,95 euros)

Não há jovem ou adolescente que não se sinta feliz com o Verão, altura em que as borbulhas secam e, em muitos casos, chegam mesmo a desaparecer. Mas, com a chegada do Outono, voltam a surgir nos rostos. O que se passou? A acne não se foi embora e é preciso voltar aos cuidados que se tinham antes do Verão, recomendam os especialistas.

É sobretudo à exposição solar, durante os meses quentes, que se podem atribuir as alegadas melhorias da pele. “Com o sol a pele fica mais queimada e também mais espessa e assim fecha os canais das glândulas sebáceas. Agora vamos reduzindo o bronzeado, a pele fica mais fininha outra vez e as glândulas ficam mais superficiais", explica o cirurgião plástico David Rasteiro. Trata-se de uma resposta protectora da pele às agressões do Verão. 

"Durante o Verão, a acção anti-inflamatória da radiação faz com que as pessoas tenham menos borbulhas", resume a dermatologista Joana Dias Coelho. "Também têm menos stress, que é um elemento agravador das patologias da pele", acrescenta. "É por isso que para uma série de doenças da pele, como a psoríase ou o eczema, utilizamos a fototerapia", que simula a radiação.

"O acne não agrava agora", ressalva a médica. "Simplesmente melhorou no Verão, durante a altura em que houve exposição. E agora com menos exposição há novamente o agravamento." Esta ilusão leva a que os jovens descurem dos cuidados de limpeza e tratamento que tiveram no tempo de aulas, comenta Vanessa Blanco Ferreira, brand manager da Avène. A própria mudança de rotinas diárias contribui para essa alteração de hábitos, nota ainda.

PÚBLICO -
Foto
Unsplash/ rawpixel

Antes de abordar as especificações que acarreta cada altura do ano, os especialistas lembram que o uso do protector solar, bem como os cuidados gerais de limpeza da pele devem acontecer de Janeiro a Dezembro – o ano todo. Se é dada menos atenção à protecção solar nos meses de Inverno – sendo que, por exemplo, o rosto e as mãos estão expostos o ano inteiro –, por outro lado também há uma tendência para que se descure no Verão alguns cuidados de limpeza e tratamento. Não obstante, agora que os dias de praia começam a findar e as roupas a cobrir o corpo, vale a pena adoptar uma atitude preventiva.

Há uma série de tratamentos de acne, tanto de aplicação tópica como em forma de medicação oral, que têm de ser interrompidos durante o Verão, devido à sua fotossensibilidade. Por isso, segundo Joana Dias Coelho, "esta é uma boa altura para tratar o acne". A médica incentiva a que as pessoas não adiem até Fevereiro ou Março, quando voltam a sentir uma maior incidência de problemas de pele, para tomar acção.

"O acne deve ser tratado", afirma com firmeza. "Não devemos adiar o tratamento de uma doença que pode deixar cicatrizes que são definitivas. Defendo o tratamento do acne precoce. E tratarmos bem. O senso comum defende que o acne vai passar. De facto melhora com a passagem da adolescência, mas deve ser tratado quando aparece — geralmente por volta dos 12, 13, 14 anos, dependendo dos adolescentes."

Quanto aos cuidados gerais para peles acneicas, Dias Coelho recomenda a lavagem da cara com produto para pele acneica, a aplicação de um creme com propriedades para este tipo de pele e a esfoliação duas vezes por semana — sendo este último um conselho para todos os tipos de pele. A esfoliação? "ajuda a retirar impurezas e células mortas", explica.

"Não tenho nada contra as pessoas começarem por lavar a face e aplicar produtos da farmácia", deixando-se guiar pelas recomendações das diferentes marcas, comenta a médica. "Em geral, pode confiar-se se diz que é uma linha para peles acneicas". Contudo, o ideal é procurar um dermatologista, para determinar as necessidades de cada pessoa. 

E quando o Verão regressar, é importante não cair na tentação de deixar a rotina diária, propõe Vanessa Blanco Ferreira. "O Verão camufla, mas a causa do problema está lá e persiste", conclui.