Eduarda Abbondanza, presidente da ModaLisboa, distinguida com Medalha de Mérito Cultural

A proposta, da autoria da vereadora da Cultura, Catarina Vaz Pinto, foi subscrita pelo presidente da autarquia, Fernando Medina, e aprovada na quarta-feira por unanimidade em reunião de Câmara.

Foto
Inês Machado/ ModaLisboa

A presidente da Associação ModaLisboa, Eduarda Abbondanza, foi distinguida com a Medalha de Mérito Cultural da Câmara Municipal de Lisboa, numa cerimónia nos Paços do Concelho, esta quarta-feira, dia em que começou a 51.ª edição da ModaLisboa.

Natural de Lisboa, Eduarda Abbondanza "é um nome incontornável do mundo da moda, que eleva e promove a cidade de Lisboa no contexto internacional da moda", lê-se na proposta de atribuição da medalha, a que a Lusa teve acesso, e que foi aprovada na quarta-feira por unanimidade em reunião de Câmara.

Segundo fonte da autarquia, a proposta, da autoria da vereadora da Cultura, Catarina Vaz Pinto, foi subscrita pelo presidente da autarquia, Fernando Medina, e pelos vereadores do CDS-PP. A vereadora defende que Abbondanza "assume um carácter inovador e disruptivo em todos os projectos em que se envolve, procurando sempre novas ideias e novas formas de pensar, elevando a qualidade dos projectos e inspirando o sector e todos com quem lida directamente".

Formada em design de moda, esta iniciou a carreira a trabalhar com Ana Salazar, em 1985, em Lisboa, e com Rafaella Curriel, em 1986, em Milão, Itália. Fundou a ModaLisboa, em conjunto com Mário Matos Ribeiro, em Março de 1991, no Teatro São Luiz, embora haja registo de uma edição zero, em 1990, integrada nas Festas da Cidade. Durante 27 anos, o evento percorreu os mais variados espaços da capital e chegou a realizar-se em Cascais e, no mesmo concelho, no Estoril.

Há algumas semanas, a ModaLisboa assinou um protocolo com o Portugal Fashion com o objectivo de criar um modelo de cooperação entre as duas organizações, coordenando, por exemplo, estilistas, organização dos eventos e outras actividades, mas sobretudo pondo fim a um "conflito inexplicável, de muitos anos”, como descreve Abbondanza ao CULTO.

A 51.ª edição arrancou esta quarta-feira, na Estufa Fria, com um conjunto de apresentações performativas de seis novos talentos e um debate sobre a influência do streetwear no design de moda. Continua esta sexta, até domingo, no Pavilhão Carlos Lopes e zona circundante, no Parque Eduardo VII.

Na proposta aprovada, Catarina Vaz Pinto recorda que Eduarda Abbondanza, como presidente e directora criativa da ModaLisboa e da Lisboa Fashion Week, "criou e implementou projectos estruturantes para o desenvolvimento da Moda Nacional como disciplina integradora".

"Aposta em jovens designers e novos valores para o meio e promove alterações estruturantes para o sector. Salienta-se a autoria e o desenvolvimento de conceitos inovadores tais como o concurso de jovens designers Sangue Novo, a plataforma de incubação LAB, as exposições transdisciplinares Workstation e Wonder Room, entre outros projectos de empreendedorismo da ModaLisboa", refere a vereadora.

Além de presidente da Associação ModaLisboa, Eduarda Abbondanza é também professora auxiliar convidada no mestrado em Design de Moda da Faculdade de Arquitectura de Lisboa, e assume "a direcção criativa de marcas e a consultoria de design".

Sugerir correcção