“Não desejamos que as despesas venham a ser compensadas por aumento de impostos”