Melania sobre #MeToo: vítimas têm de mostrar “provas evidentes”

A mulher de Donald Trump diz que apoia as vítimas de abusos sexuais - “não apenas as mulheres, mas também os homens” – mas defende que serem necessárias “provas evidentes” para acusar alguém.

Foto
Reuters/AMR ABDALLAH DALSH

A primeira-dama dos Estados Unidos, Melania Trump, colocou-se ao lado das vítimas que denunciaram casos de abusos sexuais, movimento que ficou conhecido por #MeToo.

Em entrevista ao canal de televisão ABC, Melania Trump diz que defende estas pessoas, mas é preciso haver “provas evidentes” dos abusos sexuais, porque “por vezes a imprensa vai longe de mais na forma como retratam alguns casos”.

O próprio Donald Trump é acusado por várias mulheres de abuso sexual, acusações que tem recorrentemente negado.

 A propósito do caso de alegado abuso sexual que envolveu o juiz Brett Kavanaugh, nomeado para o Supremo Tribunal, o Presidente dos Estados Unidos acabou mesmo por dizer que se vivem “tempos assustadores” na América: os rapazes “podem ser acusados de algo que não têm a culpa”.

Também Donald Trump Jr., filho do Presidente Trump, disse estar nesta altura “mais preocupado com os rapazes”.