Só a Rússia destoou nos outros jogos da Liga das Nações

O selecção da Rússia ficou-se por um empate frente à sua congénere sueca.

A Rússia não foi capaz de derrotar a Suécia
Foto
A Rússia não foi capaz de derrotar a Suécia Reuters/MAXIM SHEMETOV

A Suécia alcançou um empate a zero na Rússia e manteve-se viva no Grupo 2 da Liga B da Liga das Nações. O nulo acabou por ser mais penalizador para os russos que, apesar de jogarem em casa, não foram capazes de repetir o triunfo que tinham alcançado na Turquia na ronda inaugural. Já para os suecos, depois de uma derrota caseira frente aos turcos, o ponto conquistado em Kaliningrado sabe bem.

O triunfo de Israel sobre a Escócia foi outro resultado que se destacou no lote de jogos disputados ontem. A partida, a contar para o Grupo 1 da Liga C deixou tudo empatado, com escoceses, israelitas e também albaneses com o mesmo número de pontos, após cada uma das selecções terem disputado dois jogos.

Frente a uma equipa que liderava o grupo após o triunfo por 2-0 sobre a Albânia, Israel beneficiou de um autogolo de Charlie Mulgrew para se colocar na frente do marcador. Já no segundo tempo, Dar Peretz aumentou para dois golos a vantagem israelita, de pouco valendo a reacção escocesa, que ainda reduziu por intermédio de Kieran Tierney (75’) e numa altura em que jogava em inferioridade numérica após a expulsão de John Souttar.

O primeiro embate entre a Sérvia e Montenegro desde que se separaram, em 2006, foi disputado debaixo de fortes medidas de segurança mas num ambiente de harmonia, com os adeptos de cada uma das equipas a aplaudirem os hinos nacionais do adversário. José Mourinho esteve presente, presumivelmente para observar de perto Nikola Milenkovic, internacional sérvio sub-20.

A figura do jogo foi, contudo, Aleksandar Mitrovic autor dos golos que deram o triunfo à Sérvia por 2-0, num embate entre selecções de dois países herdeiros da antiga Jugoslávia. Com a vitória, os sérvios assumiram a liderança do grupo 4 da Liga C que integra, para além destas duas selecções, a Roménia e a Lituânia, que se defrontaram em Vilnius com os romenos a não darem hipóteses à formação da casa. Chipciu inaugurou o marcador aos 13’, com o triunfo a ser confirmado já no período de compensação por Alexandru Maxim.

Nos vários jogos particulares disputados ontem, realce para o empate a dois golos da Islândia em França. Um autogolo a quatro minutos dos 90 e um penálti nos descontos salvaram os campeões do mundo da derrota.