Obra de Banksy autodestrói-se depois de ser vendida por 1,2 milhões de euros

Girl With Balloon é uma das imagens mais icónicas de Banksy.

Fotogaleria
sotheby's
Fotogaleria
dr

Uma obra de Banksy autodestruiu-se depois de ser vendida por mais de 1 milhão de libras (1,2 milhões de euros), num leilão, em Londres.

Girl With Balloon (2006), uma das obras mais célebres de Banksy, foi leiloada pela Sotheby's, esta sexta-feira. Estava guardada para o fim do leilão. Mas ninguém esperava que a obra fosse destruída no local, graças a uma destruidora de papel, activada assim que o martelo assinalou a venda por 1,042 milhões de libras.

A obra, pintura em grafite e acrílico, mostra uma rapariga a tentar alcançar um balão em forma de coração. É uma das imagens mais icónicas de Banksy.

Em jeito de assinatura, Banksy, artista de Bristol cuja identidade nunca foi oficialmente revelada, escreveu no Instagram: “Going, going, gone…” (a ir, a ir, foi-se).

Umas horas mais tarde, o artista plástico explicou o truque num vídeo publicado no Instagram. “Há alguns anos escondi uma destruidora de papel numa pintura”, lê-se na introdução do vídeo, que mostra a montagem. “Para o caso de alguma vez ser colocado a leilão…”, completou.

“Parece que fomos Banksyficados”, disse Alex Branczik, responsável da Sotheby's pela arte contemporânea na Europa.

A leiloeira celebra o acontecimento no seu site. "O episódio inesperado tornou-se instantaneamente parte do folclore do mundo da arte e é, certamente, a primeira vez na história dos leilões em que uma obra de arte é automaticamente destruída assim que o martelo assinala a venda."

Ainda não é certo que efeitos terá a destruição no valor da própria obra — se lhe vai retirar valor ou se, pelo contrário, a valorizará. Numa nota enviada ao Financial Times, a Sotheby’s afirma que falou com o comprador, que “foi surpreendido pela história. Estamos a discutir os próximos passos”.