EUA, Canadá e México chegam a acordo sobre novo tratado comercial

O acordo entre os três países substituirá o tratado NAFTA, que estava em vigor desde 1994.

Foto
O Presidente dos EUA, Donald Trump, e o Presidente do Canadá, Justin Trudeau LUSA/NEIL HALL

Os Estados Unidos, o Canadá e o México chegaram a acordo no domingo para a revisão do Acordo de Livre Comércio da América do Norte (NAFTA), de acordo com um comunicado conjunto entre Washington e Otava.

O Acordo EUA-México-Canadá (AEUMC), nome do novo tratado, “fornecerá aos nossos trabalhadores, agricultores, pescadores e empresas um acordo comercial de alta qualidade que resultará num mercado mais livre, comércio mais justo e num forte crescimento económico na nossa região", de acordo com um comunicado conjunto, divulgado no domingo à noite, 90 minutos antes de terminar o prazo estabelecido por Washington para se chegar a um acordo.

“É um bom dia para Canadá", disse o primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, à saída de uma reunião de emergência do seu gabinete em Otava.

De acordo com a agência noticiosa francesa AFP, o impasse entre os dois países terminou após chegarem a acordo sobre o acesso ao mercado de lacticínios canadiano por parte dos produtores norte-americanos. Os sistemas de arbitragem de disputas comerciais mantêm-se inalterados, segundo a AFP.

O Canadá espera agora que termine a suspensão da isenção de direitos aduaneiros nas importações de aço e de alumínio por parte dos Estados Unidos, medida decretada por Donald Trump em Maio.

AEUMC vai substituir assim o NAFTA, um tratado comercial integrado pelo México, Canadá e Estados Unidos desde 1994.

No final de Agosto, o Presidente do EUA, Donald Trump, anunciou, a partir do Salão Oval da Casa Branca, a conclusão de "um bom acordo" comercial com o México, no quadro da revisão do NAFTA.

O Canadá não participou nesta fase de negociações. O executivo canadiano assumiu que preferia juntar-se à mesa de discussões após a resolução dos diferendos que separavam os Estados Unidos e o México.

Sugerir correcção