Ípsilon

Cinema

Durante uma semana, os quenianos podem ver Rafiki, filme lésbico proibido e possível candidato aos Óscares

Longa-metragem de Wanuri Kahiu tinha sido banida no Quénia, país onde a homossexualidade é ilegal. Com a suspensão temporária da proibição, o filme pode entrar na corrida aos prémios da Academia de Hollywood.