Fugas

Passeios

Janeiro de Cima, a aldeia que quer voltar a ouvir os teares cantarem

Outrora terra de linho, Janeiro de Cima quer recuperar a tradição, do campo ao tear. Não para ressuscitar a dureza daqueles tempos, antes para adaptar a economia e os saberes locais ao turismo de experiências e às novas exigências do design. Porque sem património e comunidade, nada persiste.