Supertufão Mangkhut obriga a adiar inscrições para a Maratona de Macau

Muitas actividades programadas para os próximos dias foram adiadas devido ao ciclone tropical Mangkhut, que já obrigou à retirada de milhares de pessoas nas Filipinas e no sul da China.

O super tufão Mangkhut afecta também as Filipinas (na imagem)
Foto
O supertufão Mangkhut afecta também as Filipinas (na imagem) epa/FRANCIS R. MALASIG

As inscrições para a 37.ª Maratona Internacional de Macau, agendadas para o fim-de-semana, vão ser adiadas devido ao supertufão Mangkhut, que vai afectar o mar do sul da China a partir deste sábado, anunciou a organização. De acordo com o Instituto do Desporto, as inscrições vão realizar-se a 22 e 23 de Setembro.

Muitas actividades programadas para os próximos dias foram adiadas devido ao ciclone tropical, considerado o mais forte da temporada. O Mangkhut já obrigou à retirada de milhares de pessoas nas Filipinas e no sul da China.

Na quarta-feira, o chefe do executivo de Macau garantiu que as autoridades estão a trabalhar para responder ao esperado "grande impacto" do tufão.

A 37.ª Maratona Internacional de Macau, que vai correr-se a 2 de Dezembro, espera receber este ano 12 mil participantes. O número total de vagas reparte-se pelas três corridas inscritas no programa: 1600 na maratona, 4600 na meia maratona e 5800 na minimaratona.

De acordo com o mesmo instituto, os percursos vão continuar a realizar-se entre a península de Macau e a ilha da Taipa. Em 2017, a organização decidiu aumentar o número total de inscrições de dez mil para 12 mil. Este ano, e depois de ter "recebido a atenção e a participação de corredores de longa distância de todo o mundo", decidiu manter as mesmas vagas.

No ano passado, a portuguesa Doroteia Peixoto venceu, pelo segundo ano consecutivo, a meia maratona feminina; já Daniel Pinheiro ficou em sexto na corrida masculina.