Destaques da semana de moda de Nova Iorque: dos 50 anos Ralph Lauren à Savage X Fenty

O criador norte-americano celebrou o 50.º aniversário da marca e a cantora apresentou pela primeira vez em passerelle a colecção de lingerie, Savage X Fenty.

Foto
Reuters/SHANNON STAPLETON

Nova Iorque é a primeira paragem no circuito das quatro principais semanas de moda. Segue-se Londres, Milão e Paris. Mostramos-lhe alguns dos destaques da Big Apple.

50 anos de Ralp Lauren

O icónico Bethesda Terrace, no Central Park, serviu de cenário para o desfile que marcou o 50.º aniversário da marca Ralph Lauren. Os mais de 150 modelos desfilaram sob o olhar atento de celebridades como Steven Spielberg, Martha Stewart, Anne Hathaway, Kanye West e Blake Lively. Até Hillary Clinton estava lá. E Robert De Niro. Seguiu-se um jantar, durante o qual, num discurso elogioso, Oprah lembrou a promessa que fez a si mesma há muitos anos: "Se alguma vez tiver dinheiro, vou arranjar umas toalhas Ralph Lauren".

Apresentação da Savage X Fenty

Rihanna fechou a semana de moda de Nova Iorque num momento alto. A cantora apresentou pela primeira vez em passerelle a linha de lingerie, Savage X Fenty. Com modelos de diferentes tamanhos (algumas delas grávidas) e etnias, o desfile foi um elogio à diversidade. Um dos momentos mais poderosos foi protagonizado pela modelo de 22 anos Slick Woods, que desfilou grávida com uma das mais provocadoras peças de lingerie.

Um malvado desfile 

A marca nova-iorquina The Blonds juntou-se à Disney para uma colecção inspirada em vilões. Além de ir buscar inspiração a personagens como Cruella DeVil, Maléfica, Úrsula e a Rainha de Copas, o desfile contou com a participação de algumas caras conhecidas, como Paris Hilton — que pisou a passerelle com um pequeno cão ao colo —, o youtuber Patrick Starrr e a breakdancer Leiomy Maldonado. "O estilo dos vilões da Disney é icónico e inspirou-nos desde a infância e ao longo da nossa carreira", explica Phillipe Blond, co-fundador da marca, citado pela Women’s Wear Daily.

Calvin Klein e o tubarão

Tal como a marca The Blonds, também a Clavin Klein mergulhou no mundo ficcional – num sentido mais próximo do literal. O ponto de partida para a colecção de Primavera/Verão foi o filme O Tubarão. Raf Simmons, que desde a entrada como director criativo na Calvin Klein (em 2016) tem explorado temas sombrios, apresentou uma colecção com peças inspiradas em material de mergulho, minissaias com rachas que pareciam ter sido rasgadas por tubarões e tops que juntavam os logótipos da marca e do filme.

Tributo a Kate Spade

A morte de Kate Spade, aos 55 anos, deixou em choque o mundo da moda. Três meses depois, a marca que esta co-fundou em 1993 (e vendeu, em 1999, ao grupo Neiman Marcus) prestou homenagem à criadora, colocando nos lugares dos convidados um cartão em que se lia: "Ela deixou brilho em todos os sítios por onde passava. Em memória, 1962-2018." A marca, mais conhecida pelos acessórios coloridos, estreou-se na semana da moda de Nova Iorque, de acordo com a revista Time, com um desfile na New York Public Library.

O retorno de Rodarte

Depois de algumas temporadas fora – com uma apresentação na semana de haute couture de Paris e outra em forma de catálogo –, a marca fundada pelas irmãs Kate e Laura Mulleavy voltou à semana de moda de Nova Iorque. Sob uma chuva persistente, o desfile foi feito num cemitério em Manhattan. Fiel à estética feminina da marca, ora boémia, ora escura, a colecção incluiu um misto de tules e padrões florais coloridos.