Filme Fuga, da secção Visegrad Film Hub.
Foto
Filme Fuga, da secção Visegrad Film Hub.

O cinema da Europa de Leste regressa ao Porto com o BEAST

O Porto prepara-se para receber o BEAST International Film Festival, um festival de cinema que quer mostrar a Portugal a realidade da Europa de Leste e mudar mentalidades. De 26 a 30 de Setembro, em várias salas de cinema da cidade.

O BEAST International Film Festival está de volta ao Porto e, em cinco dias, pretende ser uma ponte entre as culturas portuguesa e da Europa de Leste. Com estreia marcada para 26 de Setembro, a segunda edição do festival de cinema junta 21 países, cerca de 90 filmes e prolonga-se até 30 de Setembro.

Da vontade de “mostrar que a Europa de Leste é diferente daquilo que se pensa em Portugal”, nasceram o BEAST e a associação que organiza o festival — Plus East — como instrumento de aproximação das duas culturas, assinalou ao P3 André Lameiras, um dos organizadores e fundadores. Este ano, o festival de cinema elegeu a Ucrânia como país homenageado, depois de em 2017 ter sido a vez da Polónia.

A abrir as honras do BEAST está o filme Vulcão, de Roman Bondarchuk, que se estreia no primeiro dia do festival (quarta-feira, 26 de Setembro) no Cinema Trindade e vai contar com a presença do realizador para uma sessão de perguntas e respostas. André Lameiras avançou que este filme foi o escolhido para abrir o festival por “mudar a perspectiva que se tem da Europa de Leste". "Tem uma história por detrás e mostra a Ucrânia de hoje, tornando-o pertinente pela situação que o país vive actualmente.”

PÚBLICO -
Foto
O filme 'Vulcão' mostra a Ucrânia de hoje e foi o escolhido para abrir o festival de cinema.

A grande novidade da edição de 2018 é a introdução da categoria Visegrad Film Hub: quatro festivais de quatro países (República Checa, Polónia, Hungria e Eslováquia) seleccionaram alguns dos filmes a exibir durante o festival. 

Portugal não fica de fora do leque de países representados e a secção Portuguese Abroad visa mostrar o trabalho de criadores nacionais no estrangeiro. Esta categoria acolhe os filmes Spell  Reel, de Filipa César, e Memories Of A Bright Future, de José Vieira, ambos em exibição no Cinema Passos Manuel (o primeiro a 27/9 pelas 22h30, o segundo a 28/9, à mesma hora).

A organização destacou também a presença da realizadora ucraniana Kateryna Gornostai, da qual serão exibidos três filmes. A jovem vai estar no Porto a 29 de Setembro, para uma sessão de perguntas e respostas no Cinema Trindade, às 18h15. Evromaidan. Chornovy montazh, Crocodile, Lilac (trailer abaixo) e Away são os quatro filmes que Kateryna, de 29 anos, já realizou e marcam presença no festival, à excepção de Crocodile. “Pretende-se que haja uma grande diversidade de público no festival porque o objectivo é mostrar a Europa de Leste”, assinalou André, acrescentando que o festival é “um ponto de partida para a mudança de mentalidades”.

Palco das várias sessões vão ser os cinemas Trindade e Passos Manuel, a Casa das Artes, a Biblioteca Municipal Almeida Garrett. Eventos paralelos como masterclasses, workshops e concertos vão ter lugar no Café Candelabro, no Museu Soares dos Reis, na Escola Multimédia da Árvore, no Espiga e no OKNA – Espaço Cultural. Os preços dos bilhetes para o festival são os praticados nas salas de cinema que acolhem as sessões (cartão Tripass incluído) e a programação completa pode ser consultada aqui.