Foto

O rótulo desta cerveja foi feito para desaparecer — como os preconceitos

A cerveja oficial do festival de cinema Queer Lisboa perde o rótulo com a passagem de um dedo sobre a garrafa.

A cerveja No Labels — Sem Rótulos, em português — chega à mão de quem a pediu com um rótulo. Sem problema: basta um dedo para o fazer desaparecer. 

PÚBLICO -
Foto

É assim que se apresenta a cerveja oficial desta edição do festival de cinema internacional Queer Lisboa. O objectivo é incentivar toda a gente a despir-se de preconceitos. Um gole de cada vez. “Está mais do que na hora de pararmos de separar as pessoas em caixinhas”, defende Luiz Medeiros, o director criativo da No Labels, a campanha criada pela agência de marketing portuguesa que se materializa na garrafa cujo rótulo se apaga com uma simples passagem de um dedo. 

A cerveja de estilo American Pale Ale, feita com o apoio da cervejeira artesanal Musa, vai estar disponível em dois momentos do festival de cinema que exibe “filmes com a temática homossexual, bissexual, transgénero”. Esta edição do Queer Lisboa, fundado em 1997, decorre de 14 a 22 de Setembro, no Cinema São Jorge.

Os responsáveis pela acção de marketing ainda não sabem se a cerveja vai estar à venda no Queer Porto, que se vai realizar de 10 a 14 de Outubro. Por agora, foram feitas cerca de 600 garrafas, sendo que cada um dos rótulos tem “de ser feito um a um, à mão”. 

Prova que os preconceitos demoraram muito a serem construídos — mas o que sempre importou (lugar-comum assumido) “é o que vai por dentro”.