Ciclismo

Vuelta: Woods dedicou vitória na etapa ao filho que perdeu

Alejandro Valverde reduziu ligeiramente a desvantagem para o camisola vermelha.
Foto
LUSA/Manuel Bruque

Michael Woods (Education First-Cannondale Drapac) venceu nesta terça-feira a 17.ª etapa da Volta a Espanha, cortando a meta isolado na chegada a Balcón de Bizkaia. Um triunfo com uma carga emocional tremenda para o canadiano, que dedicou o resultado ao filho que não chegou a ver crescer.

Atingiu o seu limite de artigos gratuitos

Woods, de 31 anos, cumpriu os 157 quilómetros entre Getxo e Balcón de Bizkaia em 4h09m48s, à frente do belga Dylan Teuns (BMC), segundo, a cinco segundos, e do espanhol David de la Cruz (Sky), terceiro, a 10. Depois de integrar uma fuga de 26 elementos, que também incluiu o português José Mendes (Burgos-BH), Woods usou de vários ataques na subida final para bater as intenções de Teuns e La Cruz, somando nova "alegria" na Vuelta, que terminou em sétimo em 2017.

No final, o canadiano admitiu ser "difícil descrever" o final, com "tantas pessoas a gritar à beira da estrada", além de estar a correr após um drama familiar. "O meu director, Juanma Garate, disse-me pela rádio: 'Faz isto pela tua família'. Há dois meses, a minha mulher e eu perdemos um filho durante o parto. Perdemos o nosso menino, chamar-se-ia Hunter. Na subida, pensei nele e queria ganhar por ele", contou.

Outro dos vencedores do dia foi o belga Thomas de Gendt (Lotto Soudal), que aproveitou a fuga para assumir a liderança da classificação da montanha, a quatro dias do fim.

Na classificação geral, o britânico Simon Yates (Mitchelton-Scott) segurou a camisola vermelha de líder da geral, mas viu o espanhol Alejandro Valverde (Movistar), segundo, reduzir para 25 os segundos de diferença, com o também espanhol Enric Mas (Quick-Step Floors) a subir a terceiro, a 1m22s.

Depois de ter reforçado a liderança no "crono" de terça-feira, o britânico devia ter enfrentado vários ataques, mas o irmão e colega de equipa, Adam, "escudou" o chefe de fila em todas as tentativas. Ainda assim, na subida até à meta, Valverde e Mas lograram conquistar oito segundos em relação ao líder, enquanto o colombiano Nairo Quintana (Movistar), o francês Thibaut Pinot (Groupama-FDJ) e o holandês Steven Kruijkwijk (LottoNL-Jumbo) perderam tempo.

José Mendes acabou por cortar a meta em 39.º lugar, subindo ao 95.º posto na geral, a 20 lugares de Nelson Oliveira (Movistar), o luso mais bem posicionado. Oliveira também foi 75.º na etapa, dois lugares à frente de Tiago Machado (Katusha-Alpecin), que subiu ao 82.º lugar da geral.

Na quinta-feira, a 18.ª etapa liga Ejea de los Caballeros a Lleida em 186,1km, numa tirada sem contagens de montanha que poderá favorecer os sprinters ainda em prova.