Fim da carreira para Fenati no motociclismo

Italiano foi suspenso, perdeu a licença para competir e anunciou que vai dedicar-se aos estudos.

Foto
Reuters/AI Project

É mais uma consequência do episódio surreal que manchou o Grande Prémio de São Marino em Moto2, no domingo. A FMI (federação de motociclismo de Itália) suspendeu o piloto Romano Fenati, que viu também a licença para competir ser-lhe retirada, depois de já ter sido despedido pela Marinelli Snipers Team. É o fim de um ciclo e da carreira no motociclismo de velocidade.

A tentativa de Fenati (Kalex) de travar, a cerca de 200km/h, a moto do rival Stefano Manzi (Sutter) em plena corrida virou do avesso a carreira do italiano de 22 anos. "Romano Fenati está suspenso de toda a actividade desportiva e, consequentemente, é-lhe retirada a licença de competição", anunciou a FMI, em comunicado.

Nesta terça-feira, Fenati já tinha assumido o fim da carreira, declarando aos media italiano que vai "prosseguir os estudos". "De cabeça fria, posso agora dizer que não vou mais competir, mas não posso, com rigor, dizer o que me vejo a fazer dentro de cinco anos", assinalou. "Para já, só quero pôr tudo isto para trás das costas".