A nova temporada da SIC terá circo, casados de fresco e Liga Europa

A estação apresentou esta segunda-feira as novidades da rentrée. Sem mais detalhes sobre as futuras manhãs de Cristina Ferreira.

Foto
O novo director de programas da SIC, Daniel Oliveira MIGUEL MANSO

As novidades da nova temporada da SIC foram apresentadas esta segunda-feira à tarde em Lisboa, no Capitólio, a renovada sala do Parque Mayer. O evento, que não teve nem a presença (a não ser através de uma breve mensagem em vídeo no final) nem novidades sobre Cristina Ferreira, que, numa das maiores transferências de sempre da televisão portuguesa, transitou da TVI para o canal de Carnaxide, onde se ocupará das manhãs, começou com um discurso de Francisco Pedro Balsemão, CEO do Grupo Impresa: “A palavra do dia é a mudança”, declarou.

A sessão foi dominada pelo imaginário do circo, com trapézios, fogo, malabarismo e monociclos em palco. Tudo para fazer a ligação com a também já anunciada nova novela à volta da qual a grelha girará. Alma e Coração, da autoria de Pedro Lopes (Laços de Sangue, outra criação sua, venceu um Emmy em 2011), passa-se entre Itália, Porto e Lisboa e tem como protagonistas Cláudia Vieira, que entrou em palco de trapézio, e Soraia Chaves. É sobre uma mulher que foi resgatada por um circo depois de deixar o namorado metido no mundo do crime.

Várias das caras da estação subiram ao palco do Capitólio para falar dos seus programas. O cómico César Mourão, por exemplo, apresentou o seu já estreado programa de domingo à noite, Terra Nossa, sobre as origens de celebridades portuguesas. De resto, algumas novidades tinham já sido adiantadas, nomeadamente na entrevista ao PÚBLICO de Daniel Oliveira, o novo director de programas da SIC, que disse estar interessado em apostar noutros espectros da ficção além da telenovela e também no humor, em várias vertentes, mesmo que esse esforço ainda não seja visível. Mas ficou a saber-se esta tarde que o novo programa das tardes de Júlia Pinheiro, a fugir do formato habitual dos talk  shows diurnos, se focará em histórias (a própria contou no Capitólio a sua história de vida, com recurso a fotografias antigas) e se chamará Júlia.

Quanto ao também já anunciado especial comemorativo dos 15 anos de Levanta-te e Ri, será feito ao vivo no Coliseu dos Recreios, a 7 de Outubro, com Marco Horácio – o próximo convidado de Alta Definição, que celebrará o seu próprio aniversário, o décimo, com um novo genérico composto pelo músico Miguel Araújo –?, Nilton, Francisco Menezes, Aldo Lima, João Seabra e Fernando Rocha. As também já prometidas transmissões da Liga Europa, com um jogo por jornada e resumos de todas as partidas, estão garantidas até 2021.

Mas a SIC terá ainda um novo reality show com ambições de experiência social, Casados à Primeira Vista, apresentado por Diana Chaves. Trata-se da adaptação portuguesa de Married at First Sight, um original dinamarquês cuja versão britânica passa na SIC Mulher, e cujos concorrentes se casam no próprio dia em que se conhecem. 

Entre as novidades absolutas, uma diz respeito a Fama Show, que faz uma década no ar e terá uma nova apresentadora, Jani Gabriel, revelada pelo mágico Mário Daniel, e outra diz respeito ao site da SIC, que será renovado, permitindo o acesso a muito mais conteúdos e disponibilizando programas inteiros online.

Foram anunciadas também duas grandes reportagens, BCP e as Más Acções, uma investigação de Pedro Coelho, e Em Rede, sobre enganos nas redes sociais, de Conceição Lino. E ficou confirmada a segunda temporada de Vidas/Suspensas, de Sofia Pinto Coelho e Ribeiro Cristóvão.

Em termos de filmes, a estação vai exibir, nos próximos meses, Doutor Estranho, o remake de 2016 de Os Sete Magníficos, X-Men: Apocalypse, o mais recente Caça-Fantasmas, Mestres da Ilusão, A Rapariga no Comboio, Alvin e os Esquilos 4 – Na Estrada, Águas Rasas ou Jack Reacher: Nunca Voltes Atrás.