Multimédia

Drones, geometria, um estádio: é espectáculo, é propaganda, é a Coreia do Norte

A Coreia do Norte voltou a organizar o Festival das Grandes Massas e Performances Artísticas e Ginástica. E as imagens voltam a impressionar.

Reuters/DANISH SIDDIQUI
Fotogaleria
Reuters/DANISH SIDDIQUI

Houve drones a desenhar palavras no céu, lutadores de artes marciais, cantores, lasers e ginastas em formações geométricas, rigorosas, coloridas. Espectáculo, celebração, propaganda para celebrar o 70.º aniversário da fundação do país. Foi o primeiro Festival Arirang (ou Festival das Grandes Massas e Performances Artísticas e Ginástica) em cinco anos, parte de uma série de eventos cuidadosamente coreografados para destacar as qualidades diplomáticas de Kim Jong-un. Durante o festival, em Pyongyang, viram-se imagens da cimeira de Abril entre o líder da Coreia do Norte e o seu homólogo do Sul. Segundo a Reuters, viram-se menos imagens antiamericanas.

EPA/HOW HWEE YOUNG
EPA/HOW HWEE YOUNG
EPA/HOW HWEE YOUNG
EPA/HOW HWEE YOUNG
Reuters/DANISH SIDDIQUI
Reuters/DANISH SIDDIQUI
Reuters/DANISH SIDDIQUI
Reuters/DANISH SIDDIQUI
EPA/HOW HWEE YOUNG
EPA/HOW HWEE YOUNG
Reuters/DANISH SIDDIQUI
Reuters/DANISH SIDDIQUI
Reuters/DANISH SIDDIQUI
EPA/HOW HWEE YOUNG
EPA/HOW HWEE YOUNG
EPA/HOW HWEE YOUNG
EPA/HOW HWEE YOUNG
EPA/HOW HWEE YOUNG
Reuters/DANISH SIDDIQUI