Instagram

Conselhos que ninguém pediu mas que deixam toda a gente feliz

Fotogaleria

De Nova Iorque, com amor. Adam J. Kurtz, 29 anos, é um "artista, autor, designer, orador, marca" — e mais "qualquer coisa que me deixem fazer", provoca —  canadiano, agora com marido e estúdio nos Estados Unidos. Foi a partir daí que desenhou alguns dos artigos que vende há quase dez anos, como a agenda anual Unsolicited Advice (conselhos que ninguém pediu) e os balões para pedir desculpa (Sorry I'm Such An Asshole). Adam escreve, à mão, pequenas notas que gostavas de encontrar na tua lancheira do almoço. Juntou-as a todas no livro que publicou mais recentemente, o Things Are What You Make of Themeditado pela Penguin Books em 2017. São 13 textos destacáveis pintalgadas com coloridos "conselhos e inspiração para quem faz arte (ou qualquer outra coisa)" saber lidar com a rejeição, o falhanço ou o cansaço. Antes já tinha publicado, pela mesma editora, o 1 Page at a Time e o Pick Me Up, bem conhecidos por quem gosta de escrevinhar em diários de bordo. 

Em todos os trabalhos fala com humor negro e optimismo das encruzilhadas no processo criativo (e na vida). Por isso, à lista de coisas que faz, às vezes junta, em tom de brincadeira, "terapeuta". Mesmo que leia o que escreve várias vezes ao dia. 

Adam J. Kurtz
Adam J. Kurtz
Adam J. Kurtz
Adam J. Kurtz
Adam J. Kurtz
Adam J. Kurtz
Adam J. Kurtz
Adam J. Kurtz
Adam J. Kurtz
Adam J. Kurtz
Adam J. Kurtz
Adam J. Kurtz
Adam J. Kurtz
Adam J. Kurtz
Adam J. Kurtz
Adam J. Kurtz
Adam J. Kurtz
Adam J. Kurtz
Adam J. Kurtz
Adam J. Kurtz
Adam J. Kurtz