Ténis

Naomi Osaka conquista Open dos EUA

Japonesa bateu a sua referência no ténis, Serena Williams, em dois sets.
Foto
Reuters/Robert Deutsch

Aos 20 anos, Naomi Osaka tornou-se neste sábado na primeira japonesa a conquistar o Open dos EUA, batendo na final uma adversária com contornos de ídolo, Serena Williams, em dois sets (6-2, 6-4).

Atingiu o seu limite de artigos gratuitos

Usando o serviço como arma preferencial (Serena só por uma vez conseguiu quebrar um jogo de serviço da adversária), Osaka mostrou sempre solidez e capacidade de resposta nos momentos de adversidade. E aproveitou, no segundo parcial, uma penalização imposta à norte-americana pelo árbitro português Carlos Ramos.

Tudo porque Serena já tinha sido avisada por uma situação de coaching (indicações dadas pelo treinador a partir da bancada) e reagiu mal ao aviso, discutindo com o árbitro e acusando-o de lhe roubar um ponto.

Depois dessa penalização, e após Osaka ter vencido três jogos consecutivos, a japonesa voltou a usar o fortíssimo serviço para fechar o encontro e protagonizar o momento mais alto da sua carreira até à data.

Num final de cerimónia tenso, com muitos assobios vindos das bancadas, Osaka irrompeu em lágrimas antes de falar e deixou depois um lamento: “Sei que todos estavam a puxar por ela e tenho pena que tenha acabado assim”.