Eleições no Sporting: as propostas e as listas dos seis candidatos

O PÚBLICO faz um resumo das ideias-chave que vão ser escrutinadas pelos sócios do Sporting no sábado.

Foto
LUSA/MANUEL DE ALMEIDA

Acompanhe as eleições no Sporting ao minuto

PÚBLICO -
Foto

Chegou o dia de todas as decisões no Sporting. Neste sábado, desde as 9h e até às 19h, as urnas estão abertas no Estádio de Alvalade para escolher o sucessor de Bruno de Carvalho na presidência do clube. Todos os sócios que estiverem presentes para votar até à hora de fecho poderão fazê-lo mesmo depois do encerramento oficial, sendo que todos os associados efectivos maiores de idade e que tenham as quotas em dia, incluindo a do mês de Agosto deste ano, poderão exercer o seu direito. O PÚBLICO reuniu o essencial das propostas dos seis candidatos.

João Benedito

“Raça e Futuro”

Conselho Directivo
(vice-presidentes)
Pedro Moura
Ricardo Andorinho
Carlos da Silva Pereira
Henrique Salgado
Hugo Fonseca
Conselho Fiscal e Disciplinar
Luís Silva Ferreira (presidente)
Gonçalo Gomes da Silva
(vice-presidente)
Assembleia Geral
José de Lemos Araújo (presidente)
Pedro Lynce de Faria
(vice-presidente)

Projecto
“Uma cultura desportiva ímpar de campeão regular, capaz de a implementar em todas as áreas de negócio e nas modalidades do clube, futebol à cabeça. Uma liderança experiente que sabe motivar e conduzir equipas na gestão desportiva e não desportiva.”

SAD
“Teremos um CEO, que está já escolhido e acordado e que está habituado a dirigir uma empresa que movimenta milhões e com mais funcionários do que o Sporting. Sabe o que é gerir em momentos de crise e revitalizar empresas.”

Futebol
“Um envolvimento das estruturas técnicas e atletas com o clube através de um director desportivo. Um modelo construído por quem sabe o que é necessário para que cada jogador e equipa estejam focados e tenham condições para pensar apenas em vitórias.”

PÚBLICO -
Foto

Modalidades
“Todas as modalidades do Sporting têm de lutar para serem campeãs nacionais, pelo menos. Depois, temos de ver a nossa elasticidade de custos e condições para podermos lutar pelos títulos europeus.”

José Maria Ricciardi

“Solução para 9 de Setembro”

Conselho Directivo
(vice-presidentes)
José Malheiro Sampaio
Jorge Gurita
Zeferino Boal
Bruno Mascarenhas Garcia
Alexandre Cavalleri
Conselho Fiscal e Disciplinar
Luís Borges Rodrigues (presidente)
Mário Pinto e Castro
(vice-presidente)
Assembleia Geral
Miguel Frasquilho
(presidente)
João Gomes Proença
(vice-presidente)

Projecto
“O Sporting terá de ser gerido de forma mais profissional e racional em todas as áreas, sendo também vitorioso. “

SAD
“Só uma equipa de gente experimentadíssima e com capacidade para se relacionar rapidamente com investidores poderá fazer face a um défice de tesouraria para a época toda que pode atingir os 122 milhões de euros.”

Futebol
“Pré-épocas na Ásia e nos EUA e para adquirir adeptos a nível global. Se calhar em Janeiro temos de reforçar a equipa para lutar pelo título.”

PÚBLICO -
Foto

Modalidades
“Não podemos ter modalidades sem orçamento e, como não há orçamento, não há responsabilização de quem lá está, nem a monitorização dos desvios.”

Frederico Varandas

“Unir o Sporting”

Conselho Directivo
(vice-presidentes)
Francisco Salgado Zenha
Filipe Osório de Castro
Pedro de Barros de Lancastre
João Ataíde Ferreira Sampaio
Maria Serrano Biléu Sancho
Conselho Fiscal e Disciplinar
Joaquim Baltazar Pinto
(presidente)
João de Freitas Teives Henriques
(vice-presidente)
Assembleia Geral
Rogério Alves
(presidente)
João Eduardo Raposo
(vice-presidente)

Projecto
“Tornar o Sporting profissional à dimensão e valor desportivo do clube. A exploração da marca Sporting está muito aquém das suas possibilidades e basta ver que temos o nível de receita em 3,9 milhões de euros em merchandising, enquanto um dos nossos rivais tem 5,4 e o outro quase 10. Temos que ser mais competentes.”

SAD
“Um empréstimo obrigacionista até 60 milhões de euros, a reestruturação do passivo bancário, a compra e venda de jogadores e a securitização do contrato da NOS.”

Futebol
“A formação vai ser a base da equipa. Temos de ter um departamento de scouting profissional com uma rede de olheiros espalhada por mercados que interessam. Um team manager que seja um pára-choques para um treinador, e reactivar a equipa B.”

PÚBLICO -
Foto

Modalidades
“Não podemos ter o melhor pavilhão do país, com capacidade para três mil lugares e ter uma média de ocupação de 1.200 e apenas 299 gamebox [bilhetes de época] vendidas. Não podemos ter um campeão, como o andebol, sem patrocínio na camisola.”

Rui Jorge Rego

“Projecto e futuro”

Conselho Directivo
(vice-presidentes)
Rodolfo Gonçalves Melo Laranjo
João Paulo Mota da Costa Lopes
Conselho Fiscal e Disciplinar
Nelson Ventura Lourenço
(presidente)
Ângelo Fialho Pereira
(vice-presidente)
Assembleia Geral
Luís Miguel Viana
(presidente)
João Maria Rau Sousa Lara
(vice-presidente)

Projecto
“O nosso projecto tem uma marca que difere de todas as outras: a profissionalização da SAD. E esse tem de ser o futuro (...) Há um projecto de aumento de receitas que faz parte de uma parceria estratégica (...) Vamos ser um clube mundial, porque os parceiros são da China e do Brasil.”

SAD
“Vamos estabelecer parcerias estratégicas que nos vão permitir ter um orçamento mais reduzido e jogadores de mais qualidade para competir com os rivais. Não podemos estar sempre à espera de ir à Champions.”

Futebol
“Já há grandes estrelas em início de carreira e esta porta de entrada para a Europa, como é Portugal, continua a ser importante. O Sporting continua a ter essa capacidade, tem uma marca formativa muito forte, que não acaba aos 18 anos.”

PÚBLICO -
Foto

Modalidades
“As modalidades — ditas amadoras — gerem orçamentos acima dos 20 milhões de euros. É preciso gestão profissional, alicerçada nos mesmos princípios da SAD: formação, contas saudáveis, internacionalização, gestão e crescimento.”

Dias Ferreira

“Pelo teu amor”

Conselho Directivo
(vice-presidentes)
Jorge Manuel de Castro Sanches
José Casquilho Braz Silva
Luís António das Flores Natário
Ricardo Jacó da Silva Oliveira
Luís Alberto Simões Loureiro
Conselho Fiscal e Disciplinar
Sérgio Rui Lopes Cintra
(presidente)
Tito Santos Nascimento
(vice-presidente)
Assembleia Geral
Miguel Esperança Pina
(presidente)
Nuno António Baptista Gonçalves
(vice-presidente)

Projecto
“Agregar as pessoas que interessam ao Sporting, não quero satisfazer, nem dar emprego a ninguém, quero escolher e trazer pessoas que têm conhecimento do clube, não pessoas que venham fazer uma experiência.”

SAD
“Quando não vamos à Champions temos de apostar no ADN da formação e vender um ou dois jogadores. Queremos aumentar sucessivamente as receitas para suprir as dificuldades.”

Futebol
“Reestruturação da formação, ressuscitar a Academia como centro de estágios, construção de Academia em Lisboa
Oeiras, protocolo com escolas, investir no scouting, profissionalização da estrutura, reactivação do Conselho Médico Leonino.”

PÚBLICO -
Foto

Modalidades
“Uma área financeiramente sustentada, suporte na formação, rentabilização do Pavilhão João Rocha e Multidesportivo, criação de academia de modalidades, regresso do basquetebol, criar mais quatro modalidades.”

Tavares Pereira

“Unidos venceremos”

Conselho Directivo
(vice-presidentes)
Luís Galamba Guerra e Silva
António Paulo Góis Gouveia
Jorge Fonseca Pereira da Silva
Fernando da Luz Pereira
Joaquim Coutinho Duarte
Conselho Fiscal e Disciplinar
Fernando Gabriel Dias Curto
(presidente)
Fernando José Amaro Nunes
(vice-presidente)
Assembleia Geral
Vitalino José Ferreira Prova Canas
(presidente)
Nuno Vila-Verde da Costa e Silva
(vice-presidente)

Projecto
“Tentar organizar o Sporting de forma a que tenhamos de enfrentar qualquer problema financeiro. Fizemos 40 mil quilómetros e vi que o Sporting está unido. Somos competentes para fazer um Sporting forte que não seja uma manta de retalhos.”

SAD
“Comigo lá, o Sporting nunca vai perder a maioria da SAD, pelo contrário. Vamos tentar ir buscar mais, para que não haja problemas.”

Futebol
“Gostamos de quem lá está. Se a equipa estiver bem, vamos manter. Não vamos apresentar ninguém. Trabalho no mercado internacional e é fácil para mim ligar para alguém.”

Modalidades
“Nem tudo foi mal feito e as modalidades vão continuar. Pode haver um ou outro reajustamento, mas são casos pontuais.”