Está aí um fim-de-semana de copos no Norte

Port Wine Day, Vindouro e Verde Cool: três festivais vínicos que decorrem na área do Porto e Douro e em Braga.

Foto
Fernando Veludo/NFactos

Para um bom Vinho do Porto nunca falta motivação, mas para aqueles que ainda entendem que é uma bebida apenas para momentos especiais, esta é uma razão reforçada. É um dos símbolos de Portugal, da longevidade da nossa cultura e tradição, e é por estes dias que se assinalam os 262 anos de um vinho único e que nos deve encher de orgulho. Há que brindar!

É vasto o programa e generalizado o convite, principalmente desde que o IVDP – Instituto dos Vinhos do Douro e Porto decidiu instituir 10 de Setembro como o Port Wine Day, o dia em que foi criada a primeira região vitivinícola do mundo, demarcada e regulamentada. Em Portugal, há 262 anos.

Mais que um programa festivo, há um desafio generalizado à celebração. “Um convite para brindar com Vinho do Porto, para momentos de partilha, únicos e muito importantes para quem participa nesta história que é nossa”, como frisa o presidente do IVDP, Manuel Cabral.

E pretextos não faltam. A par do envolvimento das empresas de Vinho do Porto com bares e restaurantes da cidade, este fim-de-semana há uma prova especial com os Vintage 2016, uma sunset party e a tradicional Regata de Barcos Rabelos, que este ano, e pela primeira vez, acontecerá no Douro Vinhateiro.

É na tarde desta sexta-feira, 7 de Setembro, que cerca de 50 empresas de Vinho do Porto põem à prova os Vintage de 2016, no Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões. No sábado, a festa faz-se no Jardim das Oliveiras, nos Clérigos, a partir das 17h. Uma sunset party onde, a par da música e animação, se promete uma experiência única em forma de copo, de cocktail ou de uma harmonização gastronómica improvável. É caso para dizer, ‘bora lá!

É na segunda-feira, o dia em que se cumprem os 262 anos da instituição da Companhia Geral de Agricultura das Vinhas do Alto Douro, que os históricos barcos rabelos voltam às águas do Douro em plena região vinhateira. A regata, com 12 embarcações representando diversas casas de Vinho do Porto, parte de Bagaúste (15h) e tem final no Pinhão, com entrega de prémios prevista para as 17h30. Num tempo que já vai sendo de vindimas, e naquele que foi considerado o troço de estrada mais belo do mundo, o IVDP convida o público a assistir nas margens do rio.

Festa na Pesqueira...

É também para celebrar e dar a provar os melhores vinhos do Douro que se realiza este fim-de-semana, em São João da Pesqueira, a Festa Pombalina - Vindouro Wine & History. Como sempre nesta festa associada ao vinho e às vindimas que já vai na 16.ª edição, o ponto alto é o Desfile Pombalino - que evoca precisamente o marquês de Pombal e o período da história em que foi criada a região vitivinícola -, seguido de um concorrido leilão de Vinhos do Porto antigos.

O programa inclui o Concurso de Vinhos Douro em Prova, que os visitantes podem também provar durante os três dias, assim como as especialidades gastronómicas locais. E como é festa não falta também animação e concertos, dos quais o programa destaca as noites de sexta e sábado, com Diogo Piçarra e Raquel Tavares, respectivamente.

...e em Braga

E se o Douro celebra os seus vinhos, Braga convida aos petiscos com Vinho Verde. É o programa Verde Cool, que arranca este fim-de-semana e se prolonga até 20 de Outubro e promete ser “a melhor maneira de acabar o dia”.

A ideia é fazer de Braga um cidade de petiscos, que são propostos em 45 locais e sempre associados a um copo de Vinho Verde. Há um roteiro específico de tabernas, bares e restaurantes, onde durante este período é proposto, por 3€, um copo de Verde e um petisco associado.

Por isso, diz a organização, nada melhor que juntar meia dúzia de amigos e partir à descoberta do roteiro que se alarga a Amares, Vila Verde, Póvoa de Lanhoso e Vieira do Minho.