Natalie Walters/Unsplash
Foto
Natalie Walters/Unsplash

Paredes de Coura: um congresso para viver em simbiose com o planeta

O Congresso Internacional Paredes de Coura Vegetariana acontece entre os dias 21 e 23 de Setembro, com palestras e "dicas práticas e muito concretas, para a pessoa comum, de como ter uma vida mais ética e sustentável". As inscrições já estão abertas.

Há um crescente número de pessoas a tomar consciência do impacto das escolhas alimentares na saúde humana e do planeta e no bem-estar animal. E, porque "a mudança começa em cada um de nós", entre os dias 21 e 23 de Setembro, Paredes de Coura recebe a 4.ª edição do Congresso Internacional Vegetariano.

O objectivo deste ano é “procurar debater como viver de uma forma mais simbiótica com o planeta”, explica Maria Pinto Teixeira, da organização do evento. O programa do congresso preenche-se “não só com intervenções teóricas de académicos, mas também com dicas práticas e muito concretas, para a pessoa comum, de como ter uma vida mais ética e sustentável”, frisa a organizadora, também presidente da Associação Animais de Rua

A iniciativa conta com o apoio da Associação Quinta das Águias e da Câmara Municipal de Paredes de Coura, que convidaram oradores portugueses e estrangeiros para três dias de debate. A equipa de cozinheiras da escola de Paredes de Coura vai estar encarregue de preparar os almoços, com a orientação de Rita Parente e André Nogueira. O casal é fundador do blogue Cocoon Cooks e autor do livro Vegan para Todos.

Da porca Esther à carte artificial 

Já imaginaste adoptar uma porca doméstica? E se essa porca atingisse os 300 quilogramas? Steve Jenkins e Derek Walter são um casal canadiano que tem viajado pelo mundo para contar a história da adopção de Esther, a Porca-Maravilha.

PÚBLICO -
Foto
Steve Jenkins e Derek Walter são um casal canadiano que tem viajado pelo mundo para contar a história da adopção de Esther, a Porca-Maravilha. DR

“É difícil fazer um destaque da programação”, explica Maria Pinto Teixeira, antes de contar a história de Esther. “Foi um caso de sucesso. O casal que a adoptou contava que fosse uma porca pequena para ter em casa e ela acabou por crescer e tornar-se numa grande porca.”

Esther é, hoje, uma porca doméstica que conta com mais de um milhão de seguidores nas redes sociais. Os laços afectivos criados com o animal inspiraram Steve e Derek a tornarem-se vegan e a construir um abrigo animal para ajudar animais de quinta. De forma a partilhar a história, “têm viajado pelo mundo para ensinar o respeito pelos animais de pecuária”.

Entre os vários oradores, a organização destaca ainda a presença de Mark Post, professor na Universidade de Maastricht, na Holanda. O investigador foi pioneiro ao apresentar o conceito de carne artificial. A intervenção no CouraVeg vai recair sobre a carne de cultura como transição para uma dieta vegetariana. À lista junta-se Gene Baur, escritor e activista pelos direitos dos animais e pela alimentação. Além disso, é co-fundador e presidente do Farm Sanctuary, organização para a protecção de animais de quinta. 

A edição deste ano do congresso tem capacidade para um total de 400 pessoas. No entanto, os almoços limitam-se a 200 participantes e as vagas já escasseiam. O valor da inscrição com almoço incluído para os dois dias é de 35 euros; sem almoço são 25 euros. As crianças até aos 12 anos não pagam, mas a inscrição é obrigatória, através do email [email protected]