Acidentes

Despiste de motociclo em Espinho faz um morto e um ferido grave

Homem que morreu tinha "cerca de 50 anos" e encontrava-se em "paragem cardiorrespiratória" quando os meios chegaram ao local.

Um homem morreu este domingo devido a uma "paragem cardiorrespiratória" na sequência do "despiste" do motociclo em que circulava na Rua da Guimbra, em Anta, concelho de Espinho, revelou à Lusa fonte dos bombeiros.

Atingiu o seu limite de artigos

A liberdade precisa do jornalismo. Precisa da sua escolha.

Não deixe que as grandes questões da sociedade portuguesa lhe passem ao lado. Registe-se e aceda a mais artigos ou assine e tenha o PÚBLICO todo, com um pagamento mensal. Pense bem, pense Público.

De acordo com os Bombeiros Voluntários de Espinho, o outro passageiro do motociclo sofreu "ferimentos graves" no acidente que aconteceu pelas 10h30 e foi transportado para o hospital de Vila Nova de Gaia.

A mesma fonte dos bombeiros esclareceu que o homem que morreu tinha "cerca de 50 anos" e encontrava-se em "paragem cardiorrespiratória" quando os meios chegaram ao local, onde acabou por morrer.

Segundo a página da Autoridade Nacional de Protecção Civil, o acidente aconteceu na freguesia de Anta e Guetim e mobiliza 15 homens e sete viaturas.