Fotografia

Vestígios da memória do cerco de Franco a Cambedo

O local onde está sepultado Demetrio Garcia Álvarez, no cemitério de Cambedo da Raia Ana Marques Maia
Fotogaleria
O local onde está sepultado Demetrio Garcia Álvarez, no cemitério de Cambedo da Raia Ana Marques Maia

Projecto arqueológico sobre resistência às ditaduras ibéricas e solidariedade na fronteira escavou casa bombardeada na aldeia de Cambedo, em Chaves, em 1946. As ruínas dessa casa e pelo menos dois esconderijos de guerrilheiros farão parte de um novo percurso pedestre.

Estrada que liga Cambedo da Raia a Vilarelho da Raia
Estrada que liga Cambedo da Raia a Vilarelho da Raia Ana Marques Maia
Placa de homenagem às vítimas da repressão franquista e do Estado Novo com imagem de arquivo cedida por Carlos Silva, dirigente da Associação Cultural de Vilarelho da Raia
Placa de homenagem às vítimas da repressão franquista e do Estado Novo com imagem de arquivo cedida por Carlos Silva, dirigente da Associação Cultural de Vilarelho da Raia Ana Marques Maia
Licínio Inocentes, ex-guarda fiscal da divisão de Chaves, natural da aldeia de Cambedo da Raia, fotografado nas antigas instalações da Guarda Fiscal de Cambedo
Licínio Inocentes, ex-guarda fiscal da divisão de Chaves, natural da aldeia de Cambedo da Raia, fotografado nas antigas instalações da Guarda Fiscal de Cambedo Ana Marques Maia
Janela das antigas instalações da Guarda Fiscal de Cambedo
Janela das antigas instalações da Guarda Fiscal de Cambedo Ana Marques Maia
Manuel Guerra, natural de Cambedo da Raia, tinha 12 anos quando se deu o cerco policial e militar à aldeia por parte de forças franquistas e do Estado Novo
Manuel Guerra, natural de Cambedo da Raia, tinha 12 anos quando se deu o cerco policial e militar à aldeia por parte de forças franquistas e do Estado Novo Ana Marques Maia
Carlos Silva, dirigente da Associação Cultural de Vilarelho da Raia
Carlos Silva, dirigente da Associação Cultural de Vilarelho da Raia Ana Marques Maia
A caminho do lugar das Chóias, na Serra do Mourico, na freguesia de Vilarelho da Raia, no concelho de Chaves.
A caminho do lugar das Chóias, na Serra do Mourico, na freguesia de Vilarelho da Raia, no concelho de Chaves. Ana Marques Maia
Licínio Inocentes, à frente, e de Carlos Otero, arqueólogo galego, junto ao esconderijo no Lugar das Chóias, na Serra do Mourico, na freguesia de Vilarelho da Raia, no concelho de Chaves
Licínio Inocentes, à frente, e de Carlos Otero, arqueólogo galego, junto ao esconderijo no Lugar das Chóias, na Serra do Mourico, na freguesia de Vilarelho da Raia, no concelho de Chaves Ana Marques Maia
Marco fronteiriço que define as linhas limítrofes entre Portugal e Espanha
Marco fronteiriço que define as linhas limítrofes entre Portugal e Espanha Ana Marques Maia
Arqueólogos Márcia Hattoori e Carlos Otero em busca de esconderijos de refugiados do regime de Franco na  na Serra do Mourico, na freguesia de Vilarelho da Raia, no concelho de Chaves
Arqueólogos Márcia Hattoori e Carlos Otero em busca de esconderijos de refugiados do regime de Franco na na Serra do Mourico, na freguesia de Vilarelho da Raia, no concelho de Chaves Ana Marques Maia
Arqueólogos Márcia Hattoori e Rui Gomes Coelho em busca de esconderijos de refugiados do regime de Franco na Serra do Mourico, na freguesia de Vilarelho da Raia, no concelho de Chaves
Arqueólogos Márcia Hattoori e Rui Gomes Coelho em busca de esconderijos de refugiados do regime de Franco na Serra do Mourico, na freguesia de Vilarelho da Raia, no concelho de Chaves Ana Marques Maia
Arqueólogo Carlos Otero em busca de esconderijos de refugiados do regime de Franco na Serra do Mourico, na freguesia de Vilarelho da Raia, no concelho de Chaves
Arqueólogo Carlos Otero em busca de esconderijos de refugiados do regime de Franco na Serra do Mourico, na freguesia de Vilarelho da Raia, no concelho de Chaves Ana Marques Maia
Rui Gomes Coelho, um dos líderes de um projecto de arqueologia contemporânea dedicado ao estudo da resistência às ditaduras ibéricas
Rui Gomes Coelho, um dos líderes de um projecto de arqueologia contemporânea dedicado ao estudo da resistência às ditaduras ibéricas Ana Marques Maia
Carrinha do grupo de arqueólogos junto a um dos locais de expedição,  na Serra do Mourico, na freguesia de Vilarelho da Raia, no concelho de Chaves
Carrinha do grupo de arqueólogos junto a um dos locais de expedição, na Serra do Mourico, na freguesia de Vilarelho da Raia, no concelho de Chaves Ana Marques Maia
Lugar das Chóias, na Serra do Mourico, na freguesia de Vilarelho da Raia, no concelho de Chaves
Lugar das Chóias, na Serra do Mourico, na freguesia de Vilarelho da Raia, no concelho de Chaves Ana Marques Maia
Aurinda Feijó tinha 2 anos e meio aquando do cerco à aldeia de Cambedo da Raia. " Eu estava amouchadinha e via chegar os guardas aos grupos com as armas às costas. As pessoas diziam: ‘Ai que vem mais pelo Lagar Velho abaixo e vão matar aqui a todos.’"
Aurinda Feijó tinha 2 anos e meio aquando do cerco à aldeia de Cambedo da Raia. " Eu estava amouchadinha e via chegar os guardas aos grupos com as armas às costas. As pessoas diziam: ‘Ai que vem mais pelo Lagar Velho abaixo e vão matar aqui a todos.’" Ana Marques Maia
Local das escavações levadas a cabo pelo grupo de arqueólogos que desenvolvem projecto de arqueologia contemporânea dedicado ao estudo da resistência às ditaduras ibéricas (1926-1975) e da solidariedade na fronteira entre Trás-os-Montes e a Galiza
Local das escavações levadas a cabo pelo grupo de arqueólogos que desenvolvem projecto de arqueologia contemporânea dedicado ao estudo da resistência às ditaduras ibéricas (1926-1975) e da solidariedade na fronteira entre Trás-os-Montes e a Galiza Ana Marques Maia
Vestígio encontrado no local das escavações levadas a cabo pelo grupo de arqueólogos que desenvolvem projecto de arqueologia contemporânea dedicado ao estudo da resistência às ditaduras ibéricas (1926-1975) e da solidariedade na fronteira entre Trás-os-Montes e a Galiza
Vestígio encontrado no local das escavações levadas a cabo pelo grupo de arqueólogos que desenvolvem projecto de arqueologia contemporânea dedicado ao estudo da resistência às ditaduras ibéricas (1926-1975) e da solidariedade na fronteira entre Trás-os-Montes e a Galiza Ana Marques Maia
Marca para medição do local das escavações levadas a cabo pelo grupo de arqueólogos que desenvolvem projecto de arqueologia contemporânea dedicado ao estudo da resistência às ditaduras ibéricas (1926-1975) e da solidariedade na fronteira entre Trás-os-Montes e a Galiza
Marca para medição do local das escavações levadas a cabo pelo grupo de arqueólogos que desenvolvem projecto de arqueologia contemporânea dedicado ao estudo da resistência às ditaduras ibéricas (1926-1975) e da solidariedade na fronteira entre Trás-os-Montes e a Galiza Ana Marques Maia
Local das escavações levadas a cabo pelo grupo de arqueólogos que desenvolvem projecto de arqueologia contemporânea dedicado ao estudo da resistência às ditaduras ibéricas (1926-1975) e da solidariedade na fronteira entre Trás-os-Montes e a Galiza
Local das escavações levadas a cabo pelo grupo de arqueólogos que desenvolvem projecto de arqueologia contemporânea dedicado ao estudo da resistência às ditaduras ibéricas (1926-1975) e da solidariedade na fronteira entre Trás-os-Montes e a Galiza Ana Marques Maia
Berma da estrada que une Cambedo da Raia a Vilarelho da Raia, a aldeia vizina
Berma da estrada que une Cambedo da Raia a Vilarelho da Raia, a aldeia vizina Ana Marques Maia