Djokovic descreve João Sousa como um "lutador"

Sérvio será o próximo adversário do número um português no Open dos EUA.

Foto
LUSA/JASON SZENES

O sérvio Novak Djokovic reconheceu no sábado que tem de merecer a vitória frente ao "lutador" João Sousa nos oitavos-de-final do Open dos EUA, em ténis, quarto e último Grand Slam da temporada.

Após derrotar o francês Richard Gasquet, Djokovic, sexto do ranking mundial, avaliou o seu próximo adversário em Flushing Meadows, João Sousa, número um nacional e o primeiro português a chegar a uma quarta ronda de um Grand Slam.

"Ele teve uma grande vitória hoje [no sábado] frente ao [Lucas] Pouille e há um par de dias diante do [Pablo] Carreño Busta. Ele é um lutador e não dá a vitória, tenho de a merecer", afirmou o antigo líder da hierarquia mundial, que já venceu o major norte-americano duas vezes, em 2011 e 2015.

Djokovic impôs-se a Gasquet, 25.º do ranking, por 6-2, 6-3 e 6-3, em 2h13m, marcando encontro com Sousa, que derrotou Pouille, 17.º do mundo, por 7-6 (7-5), 4-6, 7-6 (7-4) e 7-6 (7-5), após 3h41m.

Sousa e Djokovic vão disputar a qualificação para os quartos-de-final do Open dos EUA no quinto embate entre ambos. O sérvio venceu todos os quatro anteriores, no Open dos EUA em 2013, em Roland Garros em 2014 e 2017 e em Miami em 2016, sem ceder nenhum set.