Futebol internacional

Cristiano ainda “em branco”, mas Juventus continua a ganhar

Houve triunfo sobre o Parma, mas ainda não foi desta que o português marcou o primeiro golo pelos “bianconeri”. Liverpool e Chelsea não abrandam em Inglaterra, Real Madrid goleou na estreia de Courtois
Foto
Houve duelo português no Parma-Juventus Reuters/ALBERTO LINGRIA

A vida corre bem à Juventus, que conta por vitórias os jogos disputados na Liga italiana. Mas falta um pormenor para que tudo seja perfeito: Cristiano Ronaldo ainda não se estreou a marcar pela “vecchia signora”, e não é por falta de tentativas. O português tentou de todas as formas e feitios, mas seriam os golos de Mandzukic e Matuidi a dar a vitória à equipa orientada por Massimiliano Allegri no terreno do Parma.

Atingiu o seu limite de artigos gratuitos

Bruno Alves foi titular e capitão do Parma, emblema que regressa à Serie A após quatro anos de ausência. Mas logo ao segundo minuto de jogo a Juventus já celebrava: um erro clamoroso de Iacoponi deixou Mandzukic à vontade e, após cruzamento de Cuadrado, o croata só teve de encostar para inaugurar o marcador. A equipa da casa não se deixou abater e foi criando perigo junto da baliza da Juventus. Gervinho passou por quem lhe apareceu pela frente, entrou na área e tocou para Di Gaudio, mas surgiu o corte da defesa. E depois foi Stulac, num livre directo, a acertar na trave da baliza defendida por Szczesny.

Cristiano Ronaldo estaria perto do golo aos 26’, com um bom cabeceamento na sequência de canto, mas a bola passou ligeiramente ao lado. Pelo contrário, o Parma não desperdiçou: após cruzamento no lado esquerdo, Gervinho fez o desvio para o 1-1. E os anfitriões até podiam ter ido para o intervalo em vantagem se Rigoni, após mais uma jogada do marfinense, tivesse tido melhor pontaria — o remate saiu à figura de Szczesny e o perigo passou.

Obrigada a procurar o golo da vitória, a Juventus subiu consideravelmente de rendimento na segunda parte. Cristiano Ronaldo teve várias ocasiões para marcar, mas o golo não surgiu. Logo aos 47’, fez a bola subir demasiado. E aos 54’ rematou ao lado da baliza do Parma.

O golo sairia dos pés de Matuidi, na sequência de uma jogada pelo lado esquerdo. Mandzukic tocou de calcanhar para o francês, que, de ângulo difícil, recolocou a Juventus em vantagem. E, apesar de o Parma ter disputado o jogo até ao último instante, seriam os “bianconeri” a estar mais perto do golo: Douglas Costa, com um autêntico tiro, fez a bola tocar no poste antes de sair.

Também 100% vitorioso, o Real Madrid obteve o terceiro triunfo na Liga espanhola, numa recepção ao Leganés (4-1) marcada pela estreia do guarda-redes Courtois. O internacional belga foi o eleito de Julen Lopetegui, que relegou Keylor Navas para o banco de suplentes. Gareth Bale inaugurou o marcador aos 17’, mas os visitantes responderam ainda antes do intervalo: num penálti a castigar falta de Casemiro, Guido Carrillo restabeleceu a igualdade.

Porém, a segunda parte foi dominada pelo Real Madrid, que contou com a eficácia de Karim Benzema. O francês rubricou o 2-1 aos 48’, e “bisou” aos 61’ para deixar os “merengues” ainda mais confortáveis. Sergio Ramos, de penálti, fechou as contas da partida. No outro jogo disputado ontem em Espanha, o Atlético de Madrid foi derrotado na visita ao Celta de Vigo (2-0).

Em Inglaterra, Liverpool e Chelsea continuam destacados na liderança, sob perseguição do Manchester City. O Wolverhampton de Nuno Espírito Santo foi ao terreno do West Ham obter a primeira vitória, enquanto o Everton de Marco Silva empatou em casa com o Huddersfield.