Ronaldo poupado no arranque do "novo ciclo" da selecção

Fernando Santos promoveu à selecção A nomes como Cláudio Ramos, Gedson ou Pedro Mendes.

Foto
Reuters/RICARDO MORAES

A previsível ausência de Cristiano Ronaldo na convocatória divulgada esta sexta-feira pelo seleccionador nacional, Fernando Santos, que foi justificada com a necessária adaptação do capitão da equipa campeã europeia à nova realidade do futebol italiano, não foi a única "surpresa" numa lista de 24 futebolistas marcada por dez alterações, com alguns regressos e estreias absolutas.

A primeira lista elaborada por Fernando Santos após a participação de Portugal no Mundial 2018 integra Renato Sanches, regressado às escolhas depois do Euro 2016, mas também novatos a este nível, como o guarda-redes Cláudio Ramos, o defesa Pedro Mendes e os médios Gedson Fernandes e Sérgio Oliveira.

PÚBLICO -
Foto

Entre os convocados contam-se ainda Luís Neto, Pizzi, Renato Sanches, Bruma e Rony Lopes, novidades em relação ao Mundial. Ausentes, além de Ronaldo, estarão Nélson Semedo, José Fonte, Anthony Lopes, João Mário, Ricardo Quaresma e João Moutinho.

Esta é a escolha para os jogos frente à vice-campeã do mundo Croácia, de carácter particular, e Itália, referente à Liga das Nações, compromissos agendados para os próximos dias 6 e 10 de Setembro, com o Estádio Algarve e o Estádio da Luz como pano de fundo, respectivamente.

Fernando Santos justificou as opções com a necessidade de iniciar um novo ciclo, referindo uma conversa com Cristiano Ronaldo, em que pesou "o processo de adaptação a Itália", pelo que entendeu o técnico "que nesta janela não estaria", lamentando a "injustiça" de o prémio de melhor jogador europeu não ter sido entregue a Ronaldo.

"É um novo ciclo que se inicia, sem passar por cima desta competição, até porque é a primeira vez que é disputada. Entramos em todas as provas para vencer", vincou, deixando a porta aberta a todos os jogadores. "Queremos estar preparados para defender o título europeu e procurar mantê-lo. Não há ninguém excluído, não há critérios de idade".