O serviço de streaming da Disney vai ser mais barato do que o Netflix

Ainda sem nome, o serviço é uma das prioridades da empresa para 2019, ano em que também completará a aquisição da Fox.

Foto
Bob Iger, o CEO da Disney Reuters/Gary Cameron

Segundo um artigo da revista Variety sobre as novas realidades do streaming e as medidas que Hollywood está a tomar para acompanhar essa mudança do paradigma de consumo de conteúdos audiovisuais, publicado esta segunda-feira, o futuro serviço da Disney, ainda sem nome, vai ser mais barato do que o Netflix, e será "a maior prioridade" da empresa para o próximo ano.

A reportagem cita Bob Iger, o CEO da Disney, que em 2019 acabará também de adquirir a 21st Century Fox. A plataforma foi anunciada há mais de um ano, e vai ser um centralizar filmes e séries da Disney, da Marvel, do universo Star Wars e da Pixar, mantendo-se alguns deles noutras plataformas às quais já tinham sido vendidos antes – as séries Marvel, por exemplo, continuarão disponíveis no Netflix.

A oferta, que incluirá, no campo da programação original, séries exclusivas de Star Wars e da Marvel, filmes como uma versão em imagem real de A Espada Era Lei, bem como os filmes da Disney e da Pixar depois de passarem nos cinemas, será muito menor do que a do Netflix, o que explica os preços mais baixos.