Fernando Veludo/NFACTOS
Foto
Fernando Veludo/NFACTOS

Ricardo treina contra si próprio e venceu a olimpíada de jogos de tabuleiro

O jogador semiprofissional de jogos de tabuleiro é subdirector de um hotel em Setúbal e conquistou oito medalhas no total das competições da Olimpíada de Desportos da Mente.

Ricardo Jorge Gomes, vencedor na segunda-feira, em Londres, Inglaterra, da competição de Eurogames da 22.ª Olimpíada de Desportos da Mente, treina-se jogando, também, contra ele próprio, numa dedicação que chega às seis horas diárias.

Para conseguir o título, Ricardo Jorge Gomes ganhou os torneios de jogos de tabuleiro com Ticket to Ride Europe e Honshu, ficou em segundo lugar em Splendor e em terceiro em Catan e 7 Wonders, terminando com 464,51 pontos num total possível de 500 nesta prova que decorreu entre os dias 20 e 26 de Agosto na capital inglesa. Ao todo, Ricardo ganhou oito medalhas, sendo as restantes de bronze no Marco Polo, Mensa Connections e no Loft Cities, num escrutínio segundo o qual, para apurar o campeão, contam apenas os cinco melhores resultados.

Em declarações à Lusa, o jogador semiprofissional de jogos de tabuleiro explicou que "joga e estuda entre quatro a seis horas diárias", num exercício constante que o faz "defrontar-se" a si próprio e para o qual o "ambiente familiar" também é uma "grande ajuda".

Depois de nos três anos anteriores ter melhorado sempre a classificação, fruto de triunfos em jogos na prova londrina, o subdirector de um hotel em Setúbal foi pela primeira vez campeão, confirmando a nível mundial o domínio de há uma década em Portugal.

Assumindo-se como "um especialista em jogos de tabuleiro que trabalha num hotel", Ricardo Jorge Gomes mantém uma "actividade intensa" em torno dos jogos da mente e vai lançar em breve dois jogos criados por si chamados Fado: duetos e desgarradas e Douro 1872, este inspirado "na praga da filoxera que em 1872 atacou o vale do Douro e dizimou a produção do Vinho do Porto", revelou.

Num país onde "se privilegia mais a habilidade física do que a cerebral", o campeão entende que "um maior reconhecimento" permitir-lhe-ia tornar-se "profissional dos jogos de tabuleiro", mostrando-se, contudo, convicto de que "os patrocínios, mais dia menos dia, irão começar a aparecer".

PÚBLICO -
Foto
Em Setembro de 2017, no Palácio de Belém, Ricardo despertou "a atenção do Presidente da República para o [jogo] Catan". DR

Depois de em Setembro de 2017, no Palácio de Belém, "ter em dois minutos despertado a atenção do Presidente da República para o Catan", Ricardo Jorge Gomes disse à Lusa que, se pudesse, seria "Marcelo Rebelo de Sousa quem convidaria para jogar".

E se a participação num campeonato do mundo está garantida à cabeça, "com as despesas pagas", por ser o melhor em Portugal, competir nas Olimpíadas tem custos, algo que a sua "actividade [comercial] em torno dos jogos ajuda a suportar".

Nuno Rabaça Torres, em estreia nesta Olimpíada, foi outro dos portugueses em destaque na capital inglesa, conquistando também a medalha de ouro em Monopoly, a de prata em Trench e em TriHexa, bem como a de bronze em Ticket to Ride Europe.

PÚBLICO -
Foto
A Mind Sports Olympiad aconteceu entre os dias 20 e 26 de Agosto, em Londres. DR

Há cinco anos seduzido pelo jogo Catan, o engenheiro de Gondomar partiu para Londres com a "intenção de treinar para conseguir o melhor resultado e conhecer a forma como a prova está organizada", abdicando "das férias para competir". "As quatro medalhas que consegui foram um extra", disse, admitindo que parte da curiosidade da participação se baseou na vontade de "um dia fazer em Portugal algo do género". A medalha de ouro ganha em Londres, na competição de Monopólio, foi decidida em 35 minutos, tempo definido de jogo, contra adversários italianos e ingleses.

Em juniores houve também um português premiado, Samuel Pires, que é treinado por Ricardo Jorge Gomes e que conquistou sete medalhas, quatro delas de ouro, nos jogos Carcassonne, Poker Texas Holdem, Honshu e First Class.