Seca

Açores vão apostar na captação de água em ribeiras com caudal permanente

São Miguel tem 45% dos animais da região, mas apenas 15% da capacidade de armazenamento de água.
Foto
a pecuária aumenta as necessidades de água da ilha de São Miguel Rui Soares

O Governo dos Açores pretende apostar na captação de água de ribeiras com caudal permanente para reforçar o abastecimento à lavoura e assim garantir a sustentabilidade futura do sector, anunciou esta segunda-feira o secretário regional da Agricultura e Florestas. João Ponte referiu que "só a ilha de São Miguel concentra 45% do total dos animais existentes na região e tem apenas 15% da capacidade de armazenamento existente no arquipélago".

Atingiu o seu limite de artigos gratuitos

"Estamos concentrados em encontrar pontos de abastecimento de água de ribeiras com caudal permanente, como é o caso da Ribeira da Alegria, na freguesia das Furnas, cujo caudal servirá para reforçar o abastecimento do complexo da Lagoa das Contendas", disse João Ponte, à margem da operação de reforço do abastecimento de água nesta lagoa, no concelho de Vila Franca do Campo, ilha de São Miguel.

Na quarta-feira, o secretário regional da Agricultura anunciou o reforço do abastecimento de água em "alguns pontos estratégicos" da rede de reservatórios de explorações agrícolas de São Miguel e em dois sistemas integrados daquela ilha para colmatar a carência de água devido à seca.

O titular pela pasta da Agricultura, citado numa nota do executivo açoriano, acrescentou agora que, "a médio e longo prazo, o executivo açoriano vai concentrar-se em encontrar linhas de água com caudais permanentes de modo a evitar que estas águas vão parar ao mar, desviando-as para complexos de armazenamento de água, como é o caso das lagoas das Contendas ou do Caldeirão, em São Miguel".

O governante adiantou ainda que o Instituto Regional de Ordenamento Agrário (IROA) está "a trabalhar também para construir mais uma célula para armazenamento de água na Lagoa das Contendas", inaugurada em 2014, e que abrange quase 8.000 hectares nos concelhos de Vila Franca do Campo, Ribeira Grande e Povoação.

Além disso, "desde a semana passada, os Bombeiros da Ribeira Grande já abasteceram a Lagoa das Contendas com cerca de 500 mil litros de água, uma operação que irá continuar enquanto se justificar devido à falta de chuva", salienta ainda a nota. Além das Contendas, IROA está também a reforçar o abastecimento de água na zona do Carvão, em Ponta Delgada, e no reservatório dos Barreiros, na Maia.

João Ponte referiu que ainda esta semana vai reunir-se com os principais agentes do sector agrícola da Terceira para avaliar a situação da seca também naquela ilha.