Transportes

PSD quer ouvir reguladores sobre "falência operacional da CP"

PSD diz que a "verdade nua e crua" da ferrovia está muito longe da versão da realidade difundida pelo Governo.
Foto
Nuno Ferreira Santos

A bancada parlamentar do PSD apresentou esta segunda-feira um requerimento na Assembleia da República para ouvir os presidentes da Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT) e do Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) sobre a “falência operacional” da CP.

Atingiu o seu limite de artigos gratuitos

“No sentido de melhor esclarecer e avaliar os factos que parecem apontar para a falência operacional da CP, os deputados do grupo parlamentar do PSD agradecem as diligências necessárias para ouvir nesta comissão, os presidentes das entidades reguladoras, AMT e IMT”, lê-se no documento enviado à Comissão Parlamentar de Economia, Inovação e Obras Públicas.

“Enquanto o Governo vai anunciando periodicamente desde Fevereiro de 2016, o investimento de milhares de milhões de euros na ferrovia, e se vangloria mesmo do ineditismo em Portugal dessa futura construção de vários quilómetros de ferrovia nova em Portugal, esperando com isso merecer a simpatia dos portugueses, a verdade nua e crua é contudo difundida quase diariamente através da imprensa”, criticam os deputados sociais-democratas.

O grupo parlamentar do PSD cita ainda a Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) para sublinhar que, “em 2018, no final do primeiro semestre, a CP tinha utilizado apenas cerca de 10% da verba disponível para investimento e que, já em 2017, tinha aplicado apenas 27% da verba que lhe estava atribuída”.

Rejeitada comissão permanente extraordinária

A comissão permanente extraordinária, pedida pelo CDS-PP, para debater os problemas da ferrovia foi rejeitada esta segunda-feira em conferência de líderes, que se reuniu no Parlamento.

No final da conferência de líderes que se reuniu extraordinariamente com o objectivo único de analisar o pedido do CDS-PP, o deputado centrista Telmo Correia anunciou a rejeição desta proposta – decisão que considera ser "um erro".

Segundo Telmo Correia, o único partido que, para além do CDS-PP, votou favoravelmente este pedido dos centristas foi o PSD, tendo todos os restantes rejeitado este pedido.

O PÚBLICO foi andar de comboio em plena crise de Verão na ferrovia, entre supressões, avarias e carruagens a ferver. Veja a série de reportagens A Ver Passar Comboios