Daniel Rodrigues e August Host em duelo anunciado

É no Internacional de Juniores da Bélgica e Matos Coelho e Pontes não podem ser descartados

Daniel Rodrigues  soma 10 abaixo do Par aos 54 buracos © FILIPE GUERRA/GOLFTATTOO/FPG
Foto
Daniel Rodrigues soma 10 abaixo do Par aos 54 buracos © FILIPE GUERRA/GOLFTATTOO/FPG

Na terceira volta no Royal Golf Club of Belgium, Daniel Rodrigues perdeu o primeiro lugar para um imparável August Host, que protagonizou a melhor volta do torneio e recorde do campo com 63 pancadas (-9), num cartão de jogo com sete birdies e um eagle 3 a abrir, no 1. 

Mas o português, de apenas 15 anos, que havia partido na frente com três pancadas de vantagem sobre o compatriota Francisco Matos Coelho, fez birdie-birdie nos buracos 17 e 18 para um 70 (-2) e um total de 206 (-10), que o deixa somente a dois shots do escandinavo. 

Afigura-se um duelo entre ambos, amanhã, na quarta e última volta, já que Francisco Matos Coelho, com 73, caiu de 2.º para 3.º, estando agora a oito pancadas do primeiro, empatado com o sueco David Lundgren (72). Mas no golfe tudo pode acontecer, especialmente numa jornada decisiva. 

Daniel Rodrigues e Francisco Matos Coelho, apesar de rivais na prova individual, puxam um pelo outro, já que constituem a equipa de Portugal 1 na Taça das Nações (a versão coletiva do torneio), liderando destacados para a última volta com 418 pancadas (-14), 7 de vantagem sobre a Dinamarca. 

João Maria Pontes, que também marcou 73 está apenas um degrau abaixo, a nove do líder, tendo caído dos 3.ºs para 5.º. O quarto elemento luso na prova de rapazes, Pedro Neves, com idêntico 73, subiu quatro posições para os 15.ºs, com 220 (+4). 

Após esta terceira volta, foi feito um cut para os 36 primeiros e empatados, que se fixou em 222 (+11), deixando em prova 37 jogadores. Os rapazes portugueses estão a revelar-se muito fortes e convém notar que já na edição de 2017 Daniel Rodrigues foi 8.º. 

Em raparigas Leonor Medeiros sempre a mostrar a sua garra 

Na prova de raparigas, Leonor Medeiros fez hoje o seu melhor score até ao momento no Royal Golf Club of Belgium (Par 72), 74 pancadas (75-76 nos dois primeiros dias), subindo três lugares para 13.ª, com 225 (+9), tantas como a suíça Caroline Sturdza (77). Lidera a dinamarquesa Amalie Nisse (70) com 212 (-4). 

É até ao momento mais um excelente torneio para Leonor, este num escalão mais alto, uma semana depois de ter sido vice-campeã no Open Amador da Escócia de Sub-16, a uma pancada da campeã, a também portuguesa Filipa Capelo.

Já Inês Santos e Rita Costa Marques não passaram o cut para a última volta, para as 36 primeiras e empatadas aos 54 buracos, e estabelecido em 237 (+21). A primeira fez 78 (+6) para somar 242 (+26), a segunda 81 para 247 (+31).

Veja mais em www.golftattoo.com