Televisão

Cristina Ferreira, a apresentadora que também é uma marca

Tem uma revista, um blogue e um perfume com o seu nome. A sua presença nas redes sociais também reflecte a popularidade que vem alcançando. Na sua página oficial no Facebook, Cristina Ferreira soma 1,7 milhões de "gostos".
Foto
Dailycristina.com

Tem uma revista com o seu nome e frequentemente surge na capa. Já entrevistou António Costa, enquanto primeiro-ministro, e Marcelo Rebelo de Sousa, antes deste se lançar para a corrida às eleições presidenciais. Tem também uma app, uma marca de sapatos, um perfume, um blogue, uma loja e dois livros. Não é só uma apresentadora, é também uma marca. Quanto vale? Não há números exactos mas há estimativas que apontam para as dezenas de milhões.

Atingiu o seu limite de artigos gratuitos

A presença nas redes sociais da apresentadora da TVI, agora contratada pela SIC, também reflecte a popularidade que vem alcançando. Na sua página oficial no Facebook, Cristina Ferreira soma 1,7 milhões de "gostos" (Manuel Luís Goucha com quem, por enquanto, partilha a responsabilidade de apresentar o programa Você na TV, na TVI, tem pouco mais de um milhão). No Instagram são 753 mil seguidores (o seu parceiro tem 227 mil).

Num trabalho onde equacionava "Quanto vale Cristina Ferreira", o jornal online ECO, noticiava que o blogue Daily Cristina conta com aproximadamente dois milhões e meio de visitas por mês - são provenientes de Portugal, Brasil, Reino Unido e a França.

O perfume que lançou, o Meu by Cristina Ferreira, também foi um sucesso. “Quando fizemos o lançamento tínhamos uma previsão de vendas de 5000 unidades para os primeiros seis meses. Esses cinco mil perfumes duraram 10 minutos em pré-venda, depois de ter sido anunciado o produto no Você na TV”, explicava ao ECO Luís Mateus, administrador da empresa que concebeu a fragrância. “Uma semana depois do lançamento já se tinham vendido 8000 unidades”.

Cristina como Oprah

revista que produz mensalmente desde 2015, primeiro em parceria com a editora Masemba e depois por sua conta, teve, no segundo bimestre de 2018, uma circulação de 31.931, segundo dados da Associação Portuguesa de Tiragem e Circulação (APTC). Foi a terceira revista da categoria de femininas/moda com a maior circulação no período em análise. Nos primeiros meses do ano estava em segundo lugar.

No ano passado, a apresentadora comunicou ter a ambição de que a revista se torne internacional. Por isso, já tem conteúdos em inglês. 

Na revista Cristina — à semelhança da norte-americana Oprah Winfrey, Cristina Ferreira dá o seu primeiro nome à publicação que produz — já conseguiu que pôr António Costa com uns óculos cor-de-rosa e que falasse da morte do pai. "Quando os pais desaparecem, percebemos as imensas perguntas que podíamos ter feito e que não fizemos, ou as coisas que podíamos ter dito e não dissemos", dizia. Na mesma conversa, o primeiro-ministro admitia: "Tenho um grande pudor em exteriorizar emoções." 

Na mesma publicação, Marcelo Rebelo de Sousa confessou-lhe o primeiro amor e as ambições que os pais tinham para si. 

Pelas capas da publicação mensal passaram também Ricardo Quaresma, Joana Amaral Dias, Helena Sacadura Cabral, Lili Caneças e Fernando Mendes. 

A empresária estreou-se na televisão na TVI. Esteve ligada à apresentação de pequenos formatos associados a grandes êxitos do canal, como o reality  show Big Brother, mas foi no Você na TV, em 2004, que se tornou realmente popular e passou a líder de audiências. No passado, já havia sido aliciada pela SIC. Desta vez, a mudança concretizou-se.