Ajax e AEK dão passo importante rumo à fase de grupos na Champions

Holandeses vencem (3-1) Dínamo Kiev, em Amesterdão. Gregos dominam (1-2) na Hungria, na primeira mão do play-off

Foto
O Ajax entrou na partida a vencer dr

Ajax e AEK deram importante passo rumo à fase de grupos da Liga dos Campeões, ao vencerem, respectivamente, o Dínamo Kiev (3-1) e o Vidi (1-2). No terceiro jogo da noite, o Dínamo Zagreb foi à Suíça empatar (1-1) com o Young Boys.

Na Arena de Amesterdão, o Ajax entrou decidido e colocou-se em vantagem logo ao segundo minuto, com um golo de Van De Beek, que beneficiou da cumplicidade do guarda-redes do Dínamo Kiev.

Apesar da entrada desastrosa, os ucranianos sabiam que um golo poderia mudar a história do jogo, mostrando total disponibilidade para inverter o rumo. No período que se seguiu, valeu o acerto de André Onana na baliza dos holandeses, travando a revolta do Dínamo. Mas o guarda-redes camaronês nada pôde fazer perante incursão do defesa Thomasz Kedziora (16’), a igualar o encontro.

O Ajax voltou a contar com Onana até o marroquino Hakim Ziyech (35’) conseguir repor o controlo e a vantagem, beneficiando de um desvio infeliz de Kedziora, a trair Boyko. O Ajax acabaria por conseguir, ainda antes do intervalo, uma vantagem mais confortável na sequência de uma emenda de Tadic (43’) a cruzamento de Tagliafico. Até porque na segunda parte travou um duelo inglório com os postes, que devolveram dois remates capazes de decidir a eliminatória.

Um pouco à imagem da entrada fulgurante do Ajax, também os suíços do Young Boys se impuseram aos croatas do Dínamo Zagreb, em Berna, com um golo de Kevin Mbabu (2’). Um arranque traído a cinco minutos do intervalo, com Mislav Orsic a igualar o encontro.

Mais paciente, os gregos do AEK esperaram pelo erro do Vidi, que actuou mais de uma hora reduzido a dez unidades após expulsão de Huszti (23’). Com o médio português André Simões no onze titular, o AEK explorou a vantagem e marcou por Viktor Klonaridis (35’), a definir lance com assistência de Simões para o remate de Gojak, a abrir caminho ao golo do médio belga.

Os gregos ampliaram a vantagem por Bakasetas (49’), mas perderam o avançado, por expulsão, 4 minutos depois. Com as equipas de novo equilibradas, os húngaros procuram recuperar, com Lazovic (67’) a devolver a esperança, em Sóstói, mas a não conseguir evitar a derrota.