Grécia

Galamba critica vídeo de Centeno sobre a Grécia: "É lamentável"

O deputado e antigo porta-voz do PS diz que não gostou de ver Mário Centeno a desempenhar o papel de defensor do programa de ajustamento grego. E defende que as instituições europeias deveriam ter retirado lições.
Foto
João Galamba foi porta-voz do PS Rui Gaudêncio

O ministro das Finanças, Mário Centeno, na qualidade de presidente do Eurogrupo, publicou esta segunda-feira de manhã um vídeo em que fala da saída da Grécia do programa de ajustamento. Mas as palavras do responsável das Finanças não caíram bem dentro do próprio partido do Governo. João Galamba escreveu, no Twitter, que se trata de "um vídeo lamentável que apaga o desastre que foi o programa de ajustamento grego e branqueia todo o comportamento das instituições europeias".

Atingiu o seu limite de artigos gratuitos

Ao PÚBLICO, o deputado socialista diz que "não gostou" de ver Mário Centeno a fazer aquele papel. "Acho que é um vídeo de propaganda, lamentável que ignora a realidade do que aconteceu. Varoufakis disse que parecia um vídeo coreano. Não anda longe da verdade", começa por dizer.

Para o socialista, numa altura em que se combatem o crescimento de movimentos de extrema-direita na Europa, este tipo de discurso é preocupante. "Há um consenso à esquerda e à direita que o programa grego foi um desastre e no final desse programa, e o que se exigia era que as instituições europeias, desde a Comissão Europeia ao Eurogrupo, aprendessem com a experiência grega", diz. "Se queremos combater o populismo e a extrema-direita, este tipo de vídeos são o oposto do que a Europa precisa", conclui.

Mas poderia Mário Centeno recusar fazer o vídeo? Para Galamba, este é um vídeo "das instituições europeias" e não de Mário Centeno por si. "[Mas] Obviamente que não gosto de ver o ministro das Finanças português fazer aquele papel".

Galamba não foi o único a criticar as palavras de Centeno. No vídeo, o presidente do Eurogrupo disse que foram cometidos erros, mas que se aprendeu com eles. Além disso, fez um balanço do que diz ser a situação actual daquele país. "Hoje, o crescimento económico melhorou, estão a ser criados novos postos de trabalho, regista-se um excedente orçamental e comercial e a economia foi reformada e modernizada", afirma o ministro das Finanças.

Centeno admite que "estes benefícios ainda não são sentidos em todos os quadrantes da população", mas garante que, "gradualmente, serão".

Além de Galamba, também o bloquista José Gusmão classificou o vídeo de "ridículo".

As primeiras críticas a aparecer foram mesmo do ex-ministro das Finanças da Grécia, Yanis Varoufakis, que considerou o vídeo como parecendo propaganda norte-coreana.