Itália

Pelo menos dez pessoas morreram em inundação repentina na Calábria

O aumento repentino do nível de água de um riacho, causado pela chuva intensa que caiu a montante, surpreendeu um grupo que visitava um desfiladeiro no sul de Itália. Já foram resgatadas 18 pessoas.
Foto
Seis pessoas tiveram de ser hospitalizadas LUSA/ANTONIO IANNICELLI

Pelo menos dez pessoas morreram num desfiladeiro na região de Calábria, no sul de Itália, nesta segunda-feira. O primeiro balanço, que apontava para oito mortos (quatro homens e quatro mulheres), foi entretanto actualizado com a descoberta de mais dois corpos, escreve o jornal italiano Repubblica. Os visitantes foram surpreendidos pelo aumento repentino do nível de água de um riacho, causado pela chuva intensa que caiu a montante, disseram as autoridades em declarações à Reuters

Atingiu o seu limite de artigos gratuitos

Pelo menos 23 pessoas foram resgatadas pela Protecção Civil, entre elas um menino de dez anos, escreve a agência noticiosa italiana Ansa. Dessas, seis tiveram de ser hospitalizadas. Não se sabe ao certo quantas pessoas continuam desaparecidas porque nem todos entraram no desfiladeiro na companhia de guias oficiais e por isso não foram registados. 

Algumas partes do riacho Raganello, parte do Parque Nacional de Pollino, passam por um desfiladeiro com um quilómetro de profundidade. Para o resgate, as equipas de salvamento tiveram de usar cordas para descer pelas laterais do desfiladeiro e chegar ao local.

As operações de busca e salvamento continuam: com o cair da noite as autoridades instalaram dois holofotes no local para ajudar as equipas.

Também não se conhecem ainda as nacionalidades dos mortos e dos feridos. A área é visitada maioritariamente por turistas e montanhistas e é muito popular nos meses de Verão.