Crime

Oitenta armas de fogo apreendidas em Coimbra

A acção decorreu numa "habitação particular" onde também foram apreendidos 59 detonadores pirotécnicos e 3,5 quilos de pólvora negra.
Fotogaleria

Oitenta armas de fogo, maioritariamente inoperacionais, pólvora e detonadores pirotécnicos foram apreendidos numa habitação em Coimbra, anunciou nesta quinta-feira a Direcção Nacional da PSP.

Atingiu o seu limite de artigos gratuitos

O Departamento de Armas e Explosivos (DAE) da PSP efectuou, na terça-feira, a "apreensão de cerca de 80 armas, algumas em mau estado de conservação", refere aquela polícia em comunicado, indicando que a maioria das armas "encontrava-se não funcional".

A acção decorreu numa "habitação particular" do concelho de Coimbra, onde também foram apreendidos 59 detonadores pirotécnicos e 3,5 quilos de pólvora negra.

"Testemunha no local referiu que desconhecia que o pai, já falecido e ex-proprietário do material, detinha aquele arsenal", adianta a nota.

O Núcleo de Armas e Explosivos do Comando Distrital da PSP de Coimbra "procede agora ao exame, peritagem e identificação de cada arma para posterior entrega" ao DAE.

"Numa altura em que se discute a alteração ao Regime Jurídico das Armas e Munições, em que precisamente se pretende limitar o número de armas aos titulares de licença e aumentar as regras de segurança, consideramos este serviço relevante", realça a Direcção Nacional da PSP.

Por outro lado, no âmbito da "Operação Focus", dirigida à verificação das actividades pirotécnicas, a PSP realizou "dezenas de fiscalizações" em festas de verão na primeira quinzena de Agosto, em diferentes localidades de Portugal continental.