Três dias de concertos sob O Sol da Caparica

O festival começado em 2014 conta com nomes como Virgul, Anselmo Ralph, Jorge Palma, Carminho, Peste & Sida, Miguel Araújo, UHF, GNR, Djodje, Jimmy P, April Ivy, Ana Bacalhau, Caroline Deslandes, Sara Tavares, Tiago Nacarato e uma homenagem a Cesária Évora.

Foto
Sol da Caparica em 2017 DR

Desde 2014 que, em Agosto, o Parque Urbano da Costa da Caparica recebe O Sol da Caparica, um festival que vai roubar o nome à versão que os Peste & Sida fizeram nos anos 1980 de California Sun, um tema popularizado pelos Rivieras e, mais tarde, os Ramones. De quinta a sábado, vários artistas da música portuguesa (e não só) vão passar pela Caparica, muitos deles com espectáculos pensados especialmente para o festival.

Tudo espalhado por dois palcos com concertos, outro com eventos de dança, um anfiteatro que também tem concertos e filmes, e ainda um espaço para debates com alguns dos artistas em cartaz conduzidos pelo jornalista Rui Miguel Abreu. 

No dia de arranque as atracções incluem Virgul, o ex-Da Weasel e Nu Soul Family que lançou o disco de estreia a solo Saber Aceitar no ano passado e será acompanhado em palco por Supa Squad e Blaya, o angolano Anselmo Ralph, que muito sucesso faz com a sua mistura entre kizomba e r&b, a dupla romântica de irmãos santomenses radicados em Portugal Calema, a fadista Carminho, o indie rock dos Linda Martini, o rock experimental dos PAUS, os brasileiros Silva e Filipe Catto e, por fim, Deejay Kamala. Há também espaço para veteranos como o lendário Jorge Palma ou os próprios Peste & Sida, que deram nome ao festival e vão tocar temas dos primeiros discos, reeditados em 2015.

Já na sexta-feira os olhos e ouvidos estarão concentrados em Miguel Araújo, o bem-sucedido cantor/compositor que terá como convidados Os Azeitonas, a banda da qual saiu há quase dois anos, João Só e Tiago Nacarato, que actua no dia a seguir em nome próprio, o cabo-verdiano dado à kizomba Djodje, os veteranos GNR, que actuarão com Janelo, dos Kussondulola, e Los Cavakitos, e UHF, que editaram este ano A Herança do Andarilho, uma celebração da música de José Afonso. Haverá também espaço para Frankie Chavez, um DJ set de Moullinex e concertos de vários rappers: Jimmy P, do Porto, Piruka, da Madorna, Bispo de Mem Martins, Deau, de Gaia, e Wet Bed Gang, o grupo de Vialonga que une Zara G, Kroa, Zizzy e GSon.

A programação normal encerra no sábado, com Expensive Soul, Amor Electro, Sara Tavares, Rodrigo Leão, Ana Bacalhau, João Gil, April Ivy, Carolina Deslandes, VIA, Tiago Nacarato & Orquestra Bamba Social, uma homenagem a Cesária Évora pelas vozes de Elida Almeida, Lura, Lucibela, Nancy Vieira e Teófilo Chantre e, por fim, um DJ set de Rich & Mendes, da RFM.

Por fim, há um dia extra: domingo, com preços mais baixos e actividades para crianças que incluem os espectáculos As Canções da Maria e O Gato Pintor (João Monge e Manuel Paulo), bem como Rita Guerra a cantar temas de filmes da Disney.