Vídeo

Dennis Hope, o homem que enriqueceu a vender terrenos na Lua

Vender terrenos na Lua é, para muitos, sinónimo de vender "banha da cobra", mas não para norte-americano Dennis Hope, o verdadeiro dono da Lua — e de Marte, Vénus, Mercúrio, Pluto e das luas de Saturno (Io, Encélado, Ganímedes, Tritão, Titã, Tétis, Europa, Mimas Dione e Calisto). Em 1980, o fundador actual Embaixada Lunar — e auto-proclamado Presidente do Governo Galáctico — dirigiu-se a uma conservatória, em São Francisco, nos Estados Unidos, com o objectivo de reclamar propriedade da Lua e de vários planetas e luas do sistema solar. Em cinco horas, o "muito inteligente, jovem e atraente" requerente (como é descrito pelo site oficial da empresa) tinha nas mãos uma certidão oficial que atestava estar na posse dos vários astros. Escreveu às Nações Unidas e ao governo russo, informando da sua tomada de posse e questionando se existiria, da parte das instituições, alguma objecção. Não obteve resposta. A comercialização de parcelas de terreno dos vários satélites extraterrestres teve início imediato.

Dennis já vendeu, desde então, mais de um milhão de propriedades. Parcelas de um hectar de terreno alienígena podem ser obtidas — em conjunto com o certificado oficial da Lunar Embassy — pela módica quantia de 24,99 dólares. Pluto pode ser adquirido na íntegra pelo valor de 250 mil dólares. Apesar dos valores quase simbólicos, em 2014 a empresa de Hope já tinha facturado 11 milhões de dólares. Entre os seus clientes estão celebridades como Tom Cruise, Tom Hanks e George W. Bush. 

O curto filme de animação do realizador norte-americano Zach Christy, intitulado The Man Who Owns The Moon, é um retrato de Dennis Hope baseado inteiramente na sua biografia. Foi recentemente destacado como Staff Pick pela plataforma Vimeo.