Gastronomia

No Ponto: morgado de Silves

Regularmente, a Fugas divulga um vídeo novo sobre um doce diferente.
Fotogaleria

No Algarve, é frequente encontrarmos vários morgados, embora a base não mude: massa de amêndoa, fios de ovos, doce de ovos e chila. A versão mais comum é apresentada em formato individual, a que por vezes os locais chamam morgadinhos.

Atingiu o seu limite de artigos gratuitos

Em Silves, na aldeia de Algoz, Encarnação Gonçalves confecciona morgados de excelência, em tamanho grande para servir à fatia. Perita há muitos anos na arte deste doce, fá-los sobretudo de duas formas: com e sem uma cobertura glacé. A decoração é inspirada no campo, nas flores, nos animais, na vida calma de aldeia que circunda o estabelecimento desta doceira, a Quinta dos Avós.

Depois da praia, faça um desvio ao interior algarvio e descubra um morgado de chorar por mais.

A Doçaria Portuguesa

Cristina Castro criou o projecto No Ponto para registar e dar a conhecer os doces do país. Tem vindo a publicar a colecção A Doçaria Portuguesa, "os mais completos livros sobre a história e actualidade dos doces de Portugal". A investigação para este trabalho levou a autora a viajar por todos os concelhos em busca de especialidades doceiras. A partir da oportunidade de ver como se faz, de falar com quem produz, de conhecer vidas, histórias e tradições associadas à doçaria, surgiram os vídeos que desvendam um pouco de cada doce. Regularmente, a Fugas revela um vídeo novo sobre um doce diferente.

Foto