A jogada que fez de Wayne Rooney o herói de Washington

Inglês de 32 anos salva os DC United e assiste para o golo da vitória nos momentos finais do encontro com Orlando City.

Foto

Wayne Rooney provou, no jogo deste domingo entre os DC United e Orlando City, a contar para o campeonato norte-americano, que ainda faz a diferença dentro das quatro linhas. O avançado inglês de 32 anos, que trocou o Everton pelo clube de Washington durante o Verão, resolveu a partida ao minuto 96, numa jogada que evitou o golo da formação da Florida e que deu a vitória à equipa da casa.

Ao cair do pano, e com a partida empatada a duas bolas e a formação de Orlando reduzida a dez unidades devido à expulsão do colombiano Cristian Higuita, a equipa de Rooney apostou tudo no que poderia ser o último lance de perigo, como o próprio guarda-redes a subir ate à área contrária na sequência de um pontapé de canto.

Após o canto ser batido, a bola é aliviada pela defesa dos Orlando City e acaba nos pés de um atacante da Florida que se vê isolado no meio-campo do United. Sem defesa pela frente, nem guarda-redes pelo caminho, o avançado terá acreditado que tinha nos pés o golo da vitória de Orlando. 

É nesse momento que surge Rooney. Num sprint surpreendente, o avançando inglês consegue alcançar o adversário e desarma-o com um carrinho. De imediato, inverte a marcha e, num passe longo, lança a bola alto para a área de Orlando, onde o argentino Luciano Acosta cabeceia de primeira para o 3-2 final.

A vitória era necessária para o DC United, actual lanterna vermelha da conferência leste da MLS, a nove pontos do Montréal Imapct, sexto classificado — último lugar que garante o acesso ao play-off

'Reformados' europeus encantam os norte-americanos

O feito de Rooney fez recordar a muitos seguidores da MLS a estreia retumbante do sueco Zlatan Ibrahimovic na liga norte-americana. Em Março, no derby de Los Angeles entre os seus Galaxy e o Los Angeles FC, Ibrahimovic entrou na 2ª parte, quando a sua equipa perdia por 3-2, e não precisou de esperar muitos minutos até igualar a partida com um poderoso remate quase do meio-campo.