Sismo abala Indonésia de novo e aumenta número de mortos para 319

O terramoto de domingo fez mais de 130 mortos, 1400 feridos e 156 mil desalojados — o número de mortos duplicou depois do sismo desta quinta-feira.

As autoridades da Indonésia continuam ainda à procura de vítimas do sismo de domingo
Foto
As autoridades da Indonésia continuam ainda à procura de vítimas do sismo de domingo LUSA/ADI WEDA

Ainda em recuperação do forte sismo de domingo, a Indonésia voltou a ser abalada nesta quinta-feira por um sismo de magnitude 5.9 na escala de Richter, que destruiu alguns edifícios levou pessoas a fugir para as ruas em pânico — e duplicou o número de vítimas mortais (são agora 319, segundo o ministro da Segurança indonésio, citado pelo Le Monde)?. O abalo atingiu novamente a costa noroeste da ilha de Lombok, um destino popular entre turistas. Como o epicentro do sismo foi registado em terra, não foi emitido nenhum alerta de tsunami.

“Os desalojados e as pessoas fugiram das casas quando sentiram o forte sismo”, disse o porta-voz da agência de gestão de desastres, Sutopo Purwo Nughroho, citado pela Reuters. “As pessoas ainda estão traumatizadas. Alguns edifícios ficaram ainda mais danificados por causa deste terramoto”.

O sismo de domingo foi mais forte e destruiu localidades inteiras, fazendo 131 mortos, 1400 feridos e mais de 156 mil desalojados. Apesar deste balanço oficial de vítimas, a imprensa local fala na existência de 347 mortos. A busca por vítimas do sismo anterior ainda está em curso e a agência nacional de gestão de desastres da Indonésia admite que o número de vítimas possa vir a aumentar.