West Hollywood aprova retirar definitivamente a estrela de Trump do Passeio da Fama

Decisão não está do lado da junta, mas da câmara da cidade de Los Angeles. Estrela com o nome do actual Presidente dos EUA já foi vandalizada várias vezes.

Fotogaleria
Reuters/Lucy Nicholson
Fotogaleria
Reuters/Lucy Nicholson

O conselho da cidade de West Hollywood votou por unanimidade que a estrela de Donald Trump fosse retirada do Passeio da Fama de Hollywood. A justificação parece simples: a estrela já foi vandalizada várias vezes desde que o multimilionário se tornou Presidente dos EUA.

Da última vez, a estrela foi completamente destruída com uma picareta, além de que o local se tornou popular para fazer protestos contra o governante. Apesar de o Passeio da Fama não estar sob a jurisdição de West Hollywood, esta decisão do conselho pode chegar à câmara de Los Angeles assim como à Câmara do Comércio de Hollywwod, diz o Huffington Post.

“Conquistar uma estrela é um privilégio, não é um direito”, justifica John D'Amico, presidente da junta de West Hollywood, que apresentou a resolução no conselho da cidade, na segunda-feira. “Não se tem direito a uma estrela de Hollywood só porque se é famoso”, acrescenta. Trump recebeu a sua em 2007 e é essa é uma das razões invocadas pelos que se opuseram à resolução, defendendo que esta surgiu por que se discorda da linha política do Presidente.