Videojogos

Versão para Android de Fortnite contorna loja do Google

O objectivo é evitar os 30% da receita que são cobrados às aplicações na Play Store.
Foto
Na versão para iPhone, o jogo faz dois milhões de dólares de receitas diárias Fortnite

A versão para Android do videojogo Fortnite: BattleRoyale não vai estar disponível na loja de aplicações do Google, a Play Store. Os interessados terão de instalar a nova aplicação directamente do site da editora americana, a Epic Games – o objectivo é não perder 30% da receita para o Google. 

Atingiu o seu limite de artigos gratuitos

Desde que foi lançado, há menos de um ano, Fortnite tornou-se um fenómeno global: tem mais de 125 milhões de jogadores (incluindo celebridades e jogadores de futebol), e já fez mais de mil milhões de dólares em receitas. Pode ser jogado no computador, em consolas, e nos tablets e telemóveis com o sistema operativo da Apple. Só na versão para iPhone, disponível na loja online da Apple, o jogo consegue dois milhões de dólares em receitas diárias.

Em declarações ao site especializado Eurogamer, o presidente executivo da Epic Games, Tim Sweeney, descreve a fatia de 30% com que o Google fica para alojar um jogo na sua loja como “desproporcional ao custo dos serviços que realiza”.

Sweeney ressalva que a Epic Games está “grata pelo trabalho do Google”, ao criar o Android como uma plataforma de código aberto, e que se pudesse ter lançado a versão para iPhone fora da Apple Store – que também cobra 30% das receitas das aplicações –, assim teria feito. “A abertura cria um ecossistema atraente, onde todos podem inovar sem ter de pedir permissão”, argumenta Sweeney.

Em Julho, o Google foi multado no valor de 4340 milhões de euros pela Comissão Europeia por práticas anticoncorrenciais com o sistema operativo Android, usado em mais de 80% dos smartphones activos no planeta.

Uma das razões para disponibilizar um jogo na Google Play Store é a exposição a um número maior de pessoas, algo que o Fornite  – que já tem uma base de fãs significativa – pode dispensar. Além disso, a Epic Games nota que conhece bem os custos associados com disponibilizar no seu próprio site. A versão para computador do Fortnite também não está disponível no Steam, uma plataforma de gestão de programas de computador, a partir da qual os utilizadores podem descarregar jogos online e receber actualizações automaticamente. No fórum da Epic Games, alguns jogadores queixam-se de que isto os obriga a terem mais do que um serviço para jogar jogos no computador. “As pessoas odeiam ter de instalar programas extras para cada jogo”, escreve um utilizador.

Ainda não há data marcada para o lançamento da versão para Android de Fortnite: Battle Royale, mas a Epic Games diz que deve chegar antes do final do Verão. Apesar de a versão para Android não ser publicada através da Play Store, os jogadores vão usufruir do Google Play Protect – um serviço nos aparelhos Android que monitoriza as aplicações que são instaladas.