Foto

Um elevador circular giratório ou puxadores ergonómicos: já há vencedores do prémio Arquétipo

Já são conhecidos os cinco vencedores do prémio Arquétipo, atribuído pela Secção Regional do Norte da Ordem dos Arquitectos.

Cinco diferentes soluções ligadas à construção civil venceram a primeira edição do Prémio Arquétipo, um galardão promovido pela Secção Regional do Norte da Ordem dos Arquitectos (OASRN) com o objectivo de promover aproximação dos arquitectos à indústria.

Em comunicado, a OASRN descreve os cinco premiados, apontando que os arquitectos responsáveis pelas candidaturas vencedoras terão um prémio de 2.500 euros e a possibilidade de se juntarem às equipas de Investigação & Desenvolvimento das empresas que se associaram a este prémio.

PÚBLICO -
Foto
Imagens dos projectos vencedores DR

Entre os premiados estão um elevador circular que roda em 360 graus, da autoria de Sílvia Alves, puxadores ergonómicos adaptados à mão humana desenhados por José Cadilhe, bem como um bloco sanitário que integra lavatório, sanita e chuveiros e que aproveita água, cuja assinatura é de Pedro Devesas.

Também foi distinguido um sistema, desenhado por Sérgio Mendes, que coloca gradil em fachadas, guardas, varandas e protecções solares e outro, da autoria de Francisco Saraiva, que permite que gesso cartonado colocado em fachadas possa captar a energia solar e transmiti-la em forma de calor para o interior de um edifício. Foi ainda atribuída uma menção honrosa a Luísa Bebiano.

"Tivemos uma óptima adesão por parte dos arquitectos o que vem fundamentar a nossa percepção aquando do lançamento do prémio: há cada vez mais arquitectos interessados em colaborar com a indústria e a indústria necessita de incorporar o pensamento criativo, e muitas vezes disruptivo, dos arquitectos", referiu o vice-presidente da OASRN, Alexandre Ferreira.

O prémio Arquétipo, que conta com o apoio da Secretaria de Estado da Indústria, tem como objectivo promover a aproximação entre a indústria e os arquitectos, procurando ideias com aplicabilidade directa no sector da construção. A iniciativa teve como parceiras as empresas Arch Valadares, Automatizadora SA - ATZ, Cobermaster, Enor e Knauf, enquanto o júri foi composto por elementos nomeados pelas empresas e pelo arquitecto Adalberto Dias, designado pela OASRNEm Setembro será atribuído o prémio Master, que inclui a entrega de 6.000 euros e a criação de um protótipo da ideia escolhida.