João Lourenço revoga contrato de 30 milhões atribuído por José Eduardo dos Santos

Em Janeiro de 2016, Angola adjudicou ao grupo egípcio El Sewedy Power outros dois concursos no total de 290 milhões de euros.

O Presidente angolano, João Lourenço, revogou os contratos
Foto
O Presidente angolano, João Lourenço, revogou os contratos LUSA/PHILIPPE WOJAZER/POOL

O Presidente angolano, João Lourenço, revogou por despacho um contrato de quase 30 milhões de euros, atribuído pelo anterior chefe de Estado, José Eduardo dos Santos, aos egípcios da El Sewedy Power. O despacho invoca “interesse público”.

Em causa está um contrato atribuído ao grupo egípcio em Janeiro de 2016, para o fornecimento e instalação de sete grupo geradores GE-16V228, visando o reforço da capacidade — em 19,6 MegaWatts – de produção de electricidade da central termoeléctrica de Saurimo, província da Lunda Sul.

De acordo com um levantamento feito pela Lusa, só em Janeiro de 2016, o grupo El Sewedy Power ganhou, por despachos assinados por José Eduardo dos Santos, outros dois concursos do género, totalizando quase 340 milhões de dólares (290 milhões de euros).

Constituído em 1960, o grupo El Sewedy Power actua no ramo da produção e transformação de electricidade e tem actividade essencialmente em países do Médio Oriente e de África.