SAG Gest admite "conversas exploratórias" com investidores para venda da SIVA

A empresa Soluções Automóvel Globais informou hoje ao mercado que apesar de “decorrerem conversas exploratórias com potenciais investidores e outras partes interessadas, nenhuma decisão foi tomada” sobre eventuais vendas de activos.

Foto
LUSA/CARSTEN KOALL

Num comentário à notícia de hoje do Jornal Económico sobre a possível venda da SIVA, a empresa cotada em bolsa garantiu que “nenhuma decisão foi tomada, nem existe garantia de que tal decisão seja tomada”.

“Se e quando ocorrerem circunstâncias que justifiquem qualquer divulgação, a SAG fá-lo-á no cumprimento das suas obrigações legais”, segundo o comunicado divulgado à CMVM.

Na abertura da sessão, a SAG abriu a valer 0,13, enquanto pelas 12:35 apresentava uma valorização de 27,49% para 0,16.

O semanário escreve na sua edição que “Pereira Coutinho (dono da SAG) tenta salvar SIVA com venda à Porsche Holding”.

“A Porsche Holding Salzburg, a maior distribuidora europeia de automóveis, detida a 100% pela fabricante alemã Volkswagen, está em negociações avançadas para passar a distribuir diretamente em Portugal as marcas que hoje são importadas e distribuídas pela SIVA, detida pela holding portuguesa SAG GEST”, num negócio que pode estar fechado em setembro, segundo o jornal.

A SIVA distribui as marcas Volkswagen, Audi, Skoda, Lamborghini e Bentley.