Theresa May anuncia que passa a liderar as negociações do “Brexit”

Analistas viram nesta decisão a determinação da primeira-ministra em não deixar fugir o processo para um caminho que não quer.

,
Foto
Theresa May, a primeira-ministra britânica Hannah McKay/Reuters

A primeira-ministra britânica, Theresa May, anunciou que vai liderar as negociações para a saída do Reino Unido da União Europeia (UE), que até ao momento foram encabeçadas pelo ministro para o “Brexit”.

“É essencial que o Governo se organize da maneira mais eficaz que permita a saída do Reino Unido da União Europeia”, afirmou a primeira-ministra num comunicado que enviou ao Parlamento a anunciar a alteração na distribuição das tarefas do Governo.

“Irei ser eu a conduzir as negociações com a União Europeia”, diz o documento, que remete para um segundo plano o ministro para o “Brexit”, Dominic Raab. Este, porém, continua a dirigir “todas as preparações”.

O conselheiro de May para a UE, Olly Robbins, explicou que não será a primeira-ministra a discutir directamente com os negociadores de Bruxelas, mas os analistas viram neste passo a determinação de Theresa May em não voltar a deixar fugir o processo para um caminho que não quer — isto depois das críticas internas à sua opção por um “soft ‘Brexit’” (com um acordo comercial com Bruxelas e possivelmente algumas cedências), que motivaram a demissão do anterior negociador britânico, David Davies, e do chefe da diplomacia, Boris Johnson.

“Ela está ao comando das negociações, e eu sou o seu adjunto”, disse Dominic Raab, que assumiu o cargo após a saída de Davis, a 9 de Junho.

Londres e Bruxelas têm de chegar a um acordo até Outubro para organizar a saída e lançar as bases das relações futuras, mas em Bruxelas há a preocupação de que as discussões internas em Londres não permitam chegar a acordo dentro dos prazos