Dois portugueses feridos em incêndio em catamarã em Espanha

Os dois nacionais estão bem e já tiveram alta hospitalar. Dos 52 passageiros a bordo, pelo menos 38 ficaram feridos, cinco deles em estado grave.

Transportede água
Foto
LUSA/Protección Civil Cambados / HANDOUT

Um incêndio num catamarã na ria de Arousa, Pontevedra, Espanha, fez pelo menos 38 feridos, cinco deles em estado grave, nesta terça-feira. A embarcação transportava 52 pessoas, dos quais oito são crianças e três tripulantes. Pelo menos dois dos feridos são portugueses e já tiveram alta.

Fonte da Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas confirmou ao PÚBLICO que dois dos 38 feridos são portugueses. Os dois foram levados para o Hospital de Pontevedra e entretanto já tiveram alta. O Consulado de Vigo continua a acompanhar a operação e deixa em aberto a possibilidade de haver mais portugueses envolvidos neste incidente.

De acordo com o relato do jornal galego Faro de Vigoas chamas foram antecedidas por uma explosão, registada às 16h15 locais (15h15 em Portugal continental).

O presidente da câmara de O Grove, José Cacabelos, explicou ao jornal local que a embarcação foi "totalmente evacuada" assim que atracou no porto da localidade. Informou também que alguns passageiros se lançaram à água, numa tentativa de escapar à explosão e às chamas, mas que, apesar da confusão, não há registo de desaparecidos.

Os passageiros com queimaduras, hipotermia e ataques de ansiedade foram levados para hospitais e centros médicos, para serem avaliados. 

De acordo com o jornal Faro de Vigo, o navio opera em rotas turísticas na ria de Arousa, tendo as chamas deflagrado em frente ao campo de golfe de A Toxa.

Foram chamadas ao local equipas da Protecção Civil de O Grove, Vilagarcía, Caldas e Cambados, ambulâncias, Guardia Civil, a polícia local, bombeiros, equipas de resgate marítimo e dois helicópteros, que participam nas operações de resgate.